Escolha uma Página

Foto: site br.onefootball.com

Duas semanas depois de ter sido eliminado da Copa Sul-Americana nos pênaltis, o Botafogo voltou a perder (1 x 0) para o Bahia neste sábado (20), na abertura da trigésima rodada do Brasileirão 2018, resultado que o deixa só quatro pontos à frente do Ceará, primeiro da zona de rebaixamento. O técnico Zé Ricardo, do Botafogo, virou freguês do Bahia, ao sofrer a quarta derrota no ano: duas quando dirigia o Vasco e hoje a segunda no comando do Botafogo.

ENTROU E DECIDIU – O gol do jogo foi do atacante Edigar Junio, de cabeça, logo aos dois minutos do segundo tempo, depois de entrar no intervalo no lugar de Gilberto, que sentiu o joelho. Foi o gol 42 que marcou em 130 jogos pelo Bahia, que defende desde 2016. Foi mais um gol de bola alta na área sofrido pelo Botafogo, com a defesa desatenta na cobrança de falta do meia Ramires. O atacante Edigar Junio, 27 anos, 1,76m, nasceu em 6 de maio de 91 em Brasília.

Foto: Vítor Silva/SSPress/Botafogo

BOTAFOGO 0 x 1 BAHIA registrou R$107.695,00, com 6.415 pagantes. Arbitragem segura de Anderson Luis Daronco, da Federação Gaúcha e da Fifa.

SEGUNDA FORA – Foi apenas a segunda vitória que o Bahia conseguiu como visitante, depois de 2 x 0 no Ceará, em 26 de julho. O Bahia obteve a nona vitória – 10 empates, 11 derrotas – e chegou aos 37 pontos, ultrapassando o Botafogo (35) e o Corinthians (35), que joga amanhã (21) com o Vitória, e que será seu próximo adversário, sábado (27), em São Paulo. O Bahia ainda não se livrou do saldo negativo de gols (31 a 34).

SEGUNDA EM CASA – Foi a segunda derrota que o Botafogo sofreu como mandante, depois de perder (3 x 0) para o Atlético Mineiro, em 19 de agosto. Time que mais empatou (11 vezes) no Brasileirão 2018, o Botafogo também igualou o número de derrotas (11), ao perder neste sábado para o Bahia. Com 35 pontos, o Botafogo tem saldo negativo de 11 gols (29 a 40). O próximo jogo será sábado (27), em Curitiba, com o Atlético Paranaense.

GRÊMIO EMPATA EM MINAS – Com a cabeça nas semifinais da Libertadores, que começará a disputar na próxima terça (23), em Buenos Aires, com o River Plate, o Grêmio escalou reservas e só empatou (1 x 1) com o América Mineiro, na tarde deste sábado (20), no estádio Independência, em Belo Horizonte.

Juninho fez o gol do América aos 37 do primeiro tempo e Jean Pyerre, aos 20 do segundo, empatou ao converter o pênalti de Aderlan em Juninho Capixaba. Foi o sétimo  empate do América, em casa, depois de cinco 0 x 0, e 2 x 2 com o Flamengo, e o quinto empate do Grêmio como visitante. O próximo jogo do Grêmio será em casa com o Sport. O América visitará a Chapecoense.

O Grêmio terminará a trigésima rodada na mesma posição: quinto lugar, 52 pontos – 14 vitórias, 10 empates, 6 derrotas, 38 gols marcados e 19 gols sofridos – e o América, com 34 pontos, poderá até entrar na zona de rebaixamento, dependendo dos resultados do Vitória (32), Ceará (31) e Chapecoense (31).