A marca de sete vitórias consecutivas que o Flamengo alcançou com os 2 x 1 no Cruzeiro foi esnobada pelo próprio técnico do time: “Sinceramente, não sabia que se tratava de um recorde” – disse Jorge Jesus em entrevista ao jornal A Bola, logo acrescentando: “Se olharem bem para o meu currículo, vão ver que estou habituado a ter 12, 13 vitórias consecutivas”.O jornal acrescentou que em 2010-2011, enquanto treinador do Benfica, Jorge Jesus conseguiu 18 vitórias consecutivas, em todas as competições, o que representa a melhor marca de sua passagem pelo clube de Lisboa.

CRÍTICA AO CAMPO – Na entrevista, o técnico português do Flamengo não deixou de criticar as condições do campo de jogo do Mineirão: “O relvado (como o gramado é tratado em Portugal) estava um pouco grande (um pouco alto) e tirou a qualidade das equipas (equipes, no português de Portugal), mas conseguimos fazer um bom jogo. Estamos bem motivados e confiantes” – salientou Jorge Jesus.

EXEMPLO ARGENTINO – Sobre a convocação de Rodrigo Caio e Gabriel, que desfalcarão o Flamengo em dois ou três jogos do Brasileirão, o técnico Jorge Jesus foi bastante contundente: “É mais importante jogar amigáveis (amistosos, no português de Portugal) com Senegal e Nigéria, que o Campeonato Brasileiro” – fez questão de enfatizar bem o técnico.

JORGE JESUS insistiu no tema: “Achei que tinham dito que só iam levar um jogador por equipa, mas não entendi bem… Na Argentina, o selecionador teve o cuidado de não tirar jogadores do River e do Boca, que estão nas semifinais, mas aqui no Brasil é mais importante jogar com a Nigéria e com o Senegal que disputar uma competição internacional do nível da Libertadores”.

O TÉCNICO DO FLAMENGO também fez uma cobrança, na entrevista ao jornal português: “Os clubes, que pagam aos jogadores, têm que tomar uma posição”.

RODRIGO CAIO, zagueiro do Flamengo, fez questão de ressaltar: “Estou muito feliz por voltar à seleção, objetivo que sempre mantive em alto nível. É uma honra poder voltar a vestir a camisa da seleção brasileira”. A ênfase na declaração do jogador foi bem acentuada: “Sou feliz pelo apoio de todos do Flamengo e faço questão de dizer que o sucesso coletivo é muito mais importante que o individual”.

GABRIEL, artilheiro do Brasileirão 2019, disse que “a convocação é acima de tudo uma conquista pessoal, mas que só pode ser conseguida com o apoio e a força de todos os companheiros. Não tenho tantas palavras para agradecer os incentivos dos meus colegas e dessa torcida maravilhosa que a cada jogo me estimula a render mais. Voltar à seleção me deixa superfeliz”.

Foto: SUSANA VERA / Reuters