Por ter dito na entrevista coletiva, após a vitória de ontem (13), em Curitiba, que não veio ao Brasil preparado para jogar contra os árbitros, o técnico português Jorge Jesus, do Flamengo, entrou no radar dos observadores do STJD – Superior Tribunal de Justiça Desportiva -, tornando-se passível de advertência e até mesmo de punição.

PENDURADO – Jorge Jesus disse também na sala de imprensa da Arena da Baixada, que “os árbitros não podem cometer asneiras, marcando pênalti e não confirmando após rever o lance na tela”. Ele foi advertido pela segunda vez com cartão amarelo pelo árbitro Braulio Machado, logo aos três minutos do segundo tempo, e se receber mais estará suspenso.

NOVO PROBLEMA – Sem saber se poderá contar com o lateral-esquerdo Filipe Luis, recuperando-se de problema muscular, e com o meia Arrascaeta, após a artroscopia no joelho, o Flamengo pode ter novo problema para o jogo em que decidirá com o Grêmio, dia 23, no Maracanã, a vaga para a final da Libertadores.

O LATERAL RAFINHA pode passar por cirurgia, a fim de apressar a recuperação, após ser atingido no rosto, ainda no primeiro tempo, em disputa com o atacante Rony, em lance sem maldade. Rafinha não voltou do intervalo porque as dores aumentaram. Junto com Everton Ribeiro e Bruno Henrique, suspensos, ele volta nesta segunda (14) ao Rio.

A VOLTA DOS DOIS – A delegação do Flamengo sai hoje (14) de Curitiba a Fortaleza, onde Rodrigo Caio e Gabriel, de volta da Ásia, estarão se apresentando. O zagueiro só ficou na reserva nos amistosos com Senegal e Nigéria, enquanto o artilheiro só entrou no segundo tempo do jogo de ontem (13), no segundo 1 x 1 da seleção em Singapura.

OS ÚLTIMOS 13 JOGOS DO FLAMENGO

Depois do jogo de quarta (16), no Castelão, com o Fortaleza, o Flamengo só terá mais quatro jogos fora do Rio: Goiás, Grêmio, Palmeiras e Santos (última rodada). O outro jogo em que não terá o mando de campo será com o Botafogo, no estádio Nilton Santos.Os sete jogos restantes serão no Maracanã: Fluminense, CSA, Corinthians, Bahia, Vasco, Ceará e Avaí. Entre o Fla-Flu, no próximo sábado (18), e o jogo com o CSA, domingo (26), o Flamengo disputará o jogo de volta da Libertadores com o Grêmio, dia 23.

BRASILEIRÃO: 250 JOGOS, 560 GOLS

A vigésima quinta rodada desse fim de semana foi a terceira que registrou o menor número de gols (16), mesmo só com o 0 x 0 de Internacional x Santos, em Porto Alegre. A primeira rodada com 16 gols foi a oitava, com o recorde de quatro 0 x 0, e a segunda com 16 gols foi a décima sétima, com apenas um 0 x 0.

1 x 0 DISPARA – Com cinco 1 x 0 nesse fim de semana, o resultado disparou como o mais registrado do Brasileirão 2019: 66 dos 250 jogos terminaram 1 x 0. O segundo placar é 2 x 1, em 41 jogos, seguindo-se 1 x 1 em 30 jogos; 2 x 0 em 29 jogos; 0 x 0 em 26 jogos; 3 x 1 em 14 jogos, e 3 x 0 em 10 jogos.

APÓS 25 RODADAS, o Brasileirão 2019 registra 560 gols em 250 jogos, com a média de 2.24 gols por jogo. Com os 4 x 1 no Atlético Mineiro, o Grêmio passou a ter o segundo ataque, com 43 gols, média de 1.72 por jogo. O do Flamengo marcou 53 gols, média de 2.12 gols por jogo. A soma das vitórias dos visitantes (60) e dos empates (64) é inferior às 126 vitórias dos que jogaram com o mando de campo.

ARTILHEIROS – O Flamengo tem o artilheiro e o vice-artilheiro do Brasileirão 2019. Mesmo fora dos três últimos últimos jogos e sem ter marcado no empate com o São Paulo, Gabriel mantém a artilharia com 18 gols. Com os dois gols de ontem (13) no Atlético Paranaense, Bruno Henrique chegou aos 11 gols e divide a vice-artilharia com Gilberto, do Bahia. E o terceiro artilheiro também é do Flamengo, Arrascaeta, com 10 gols.

CORINTHIANS, quarto colocado, e São Paulo, quinto, têm as defesas menos vazadas: 16 gols. A do vice-lider Palmeiras sofreu 20 gols, e a do Flamengo é a quarta menos vazada: 21 gols. A do Santos, que caiu para terceiro, é a quinta defesa: sofreu 23 gols.

Foto: Sportbuzz