Em matéria de capa desta segunda-feira (21), RECORD – excelente jornal esportivo publicado em Lisboa – revela que Jorge Jesus, técnico do Flamengo, quer voltar a Portugal após o contrato que termina em dezembro. Embora muito bem tratado pelo clube, que o cerca de todas as atenções, o principal motivo, segundo o jornal, é a saudade de casa.

GANHA MENOS – O jornal revela que Jorge Jesus ganha menos no Flamengo do que ganharia em um clube europeu, e publica uma declaração dele: “Se fosse pelo dinheiro, não estaria no Brasil. Vim porque sempre soube que no Brasil o futebol é muito mais que um jogo, é uma paixão. E nunca vi nada igual à paixão da malta – torcida em Portugal – do Flamengo”. O salário dele no Flamengo é de R$2 milhões, livres de impostos e com direito à hospedagem, alimentação, carro blindado e segurança.

PROPOSTAS – De acordo com a matéria do RECORD, o agente que cuida dos contratos de Jorge Jesus disse que antes de acertar com o Flamengo, o técnico teve ofertas dos ingleses Newcastle e Chelsea para trabalhar pela primeira vez na Premier League, o campeonato mais visto no mundo. “Ele preferiu o Flamengo por ser um desafio. E não se arrependeu” – revelou o agente.

REDUÇÃO – Jorge Jesus estaria disposto até a reduzir o salário para voltar a dirigir uma equipe portuguesa. Das quatro grandes, ele só não treinou a do FC Porto. De 2006 a 2008 foi do Belenenses; de 2009 a 2015, ganhou três campeonatos no Benfica – 2009-10, 2013-14 e 2014-15 – de 2015 a 2018 dirigiu o Sporting.

SUPERTAÇA – Antes de acertar com o Flamengo, Jorge Jesus havia ganho em 2018-19 a Supertaça da Arábia Saudita no comando do Al-Hilal, da capital Jeddah. Ele é técnico há 30 anos, com início em 1989 no Amora FC, campeão da terceira divisão, após ter sido um meia bem modesto, de 73 a 89. O time em que mais atuou foi o Vitória, de Setubal: 37 jogos, 4 gols, de 1980 a 1983.

O RECORD também publica na capa, junto com a foto de Jorge Jesus e a revelação de que ele quer voltar a Portugal, um destaque do clássico no Maracanã: “Fla bate Flu e já lidera com 10 pontos de avanço” (Em Portugal, avanço é mais usado que vantagem”).

Foto: Torcedores.com