O TÉCNICO ALEXANDER MEDINA, uruguaio de 43 anos, continua ameaçado no Internacional, que assumiu em janeiro e ainda não deu padrão de jogo ao time. Eliminado do Gaúcho, da Copa do Brasil e estreante com derrota no Brasileiro, só empatou os dois jogos da Sul-Americana, em que o Inter é 3º do Grupo E.

OS TORCEDORES VOLTARAM a protestar, após o 1 x 1 da noite de ontem (14), na Arena Beira Rio, em Porto Alegre. O atacante Mario Otazu fez o gol do Guaireña FC, do Paraguai, aos 41, e o Inter só empatou com o gol contra do zagueiro Paniágua, aos 31 do 2º tempo. O jogo foi arrastado e alguns torcedores chegaram a dormir.

O GUAIREÑA F.C. é o mais novo da Copa Sul-Americana, fundado há apenas seis anos, em 28 de março de 2016, na cidade de Villa Rica, no Centro-Sul do Paraguai, a 160 km da capital Assunção. O técnico é o paraguaio Troadio Duarte, de 45 anos, ex-meia, que dirigiu o time na campanha do título de campeão da 2ª divisão em 2019.

DESPEDIDA – Internacional x Fortaleza, domingo (17), na Arena Beira Rio, marcará a despedida de Andrés D’Alessandro, que completa 41 anos hoje (6ª feira, 15). Será o 520º jogo do meia argentino, 3º com mais jogos com a camisa do Inter. O clube quer estádio lotado, com preços reduzidíssimos e entrada franca para todos os sócios.

D’ALESSANDRO gravou um video emocionado, pedindo que os torcedores o façam chorar no último jogo de seus catorze anos no Internacional. Ele foi seis vezes campeão gaúcho e ganhou também as Copas Sul-Americana e Libertadores, além de ser o estrangeiro com mais gols na história do Grenal.

Foto: Sport Club Internacional