NO MOMENTO EM QUE AS AUTORIDADES SANITÁRIAS aumentam as exigências na Alemanha, impedindo a abertura de cinemas, casas de show e prometendo restrições ainda mais amplas, como está sendo feito na vizinha Áustria, um fato chamou a atenção no futebol. O ex-meia Markus Anfang, de 47 anos, técnico do Werder Bremen, da segunda divisão, entregou o cargo antes do empate (1 x 1) de ontem (20) com o Schalke-04 pela 14ª rodada. 

O TÉCNICO APRESENTOU ATESTADO FALSO de vacinação, descoberto pelas autoridades fiscais, mas ele, que tem residência na cidade de Colônia, onde nasceu, comprovou ter sido vacinado em uma farmácia autorizada da cidade de Bremen, onde vive desde que acertou o contrato com o novo clube. Markus Anfang disse que se demitiu “para não prejudicar a imagem do clube nem a campanha da equipe”. 

A DECISÃO DO TÉCNICO foi acompanhada por seu assistente Florian Junge e elogiada pelo diretor administrativo do clube Frank Baumann, que resumiu: “Anfang foi correto ao entregar o cargo, evitando que se criasse instabilidade no clube”. O Werder Bremen é 8º, entre os 16 da Série B alemã, com 20 pontos em 14 rodadas, a seis pontos do líder Damstadt, por sinal, a equipe anterior que havia dirigido.

NA PRIMEIRA DIVISÃO alemã, o Borussia Dortmund venceu ontem (20) o Stuttgart por 2 x 1 e reduziu para um ponto a diferença do líder Bayern Munique, surpreendentemente derrotado em casa, 6ª (19), pelo Augsburg. Nesse jogo o destaque foi o lateral-esquerdo brasileiro Iago, paulista de 24 anos, comprado em 2019 do Internacional, após ganhar a Supercopa Gaúcha e o torneio internacional de Toulon.

Foto: divulgação