TITE, TERCEIRO TÉCNICO a dirigir a seleção brasileira em duas Copas consecutivas, depois de Zagallo e Telê, viu de perto na noite desta 4ª feira (6) o show do francês Benzema, que marcou os três gols do visitante Real Madrid sobre o Chelsea, diante de 41.837 torcedores, no estádio Stamford Bridge, na região central de Londres.

TITE ESPERA QUE A FIFA autorize a convocação de 26 e não de 23 jogadores para a Copa de 2022 e que os técnicos possam utilizá-los em cinco substituições e não só em três, como na Copa de 2018. Ele voltou a dizer que a lista está aberta e que a convocação dependerá da versatilidade de cada um de exercer mais de uma função.

EM TOM DESCONTRAÍDO, o técnico lamentou não poder convocar Benzema, depois de aplaudir o atacante francês de 34 anos do Real Madrid, que marcou dois gols de cabeça, aos 21 e aos 24 minutos, após cruzamentos de Vinicius Junior e Luka Modric. O 3º gol, logo no 1º minuto do 2º tempo, foi de fora da área.

O CHELSEA, atual campeão europeu e mundial de clubes, ensaiou a reação aos 40 do 1º tempo, com o gol de cabeça do alemão Kai Havertz, após cruzamento do meia catarinense Jorginho, mas o goleiro belga Courtois esteve em noite inspirada. A defesa no chute de fora da área, no ângulo, do ala Azpilicueta foi a mais notável.

COM O 2º HAT-TRICK na atual Liga dos Campeões, depois de eliminar o PSG por 3 x 1 nas quartas de final, Benzema tornou-se o 4º com mais gols (83) no maior torneio de clubes do mundo, depois de Cristiano Ronaldo (140), Messi (125) e Lewandowski (85). Benzema fez 13 gols nos últimos 7 jogos, e na atual temporada, 37 em 36 jogos, além de 13 assistências. 

O TÉCNICO DA SELEÇÃO BRASILEIRA, que na véspera viu o Manchester City vencer o Atlético de Madrid por 1 x 0, voltou a elogiar a dinâmica do futebol europeu, tanto em nível de clubes quanto de seleções. Tite aproveitou a escala na Inglaterra, ao voltar do sorteio dos grupos da Copa, para observar também os jogadores brasileiros na reta final da Liga dos Campeões.

O REAL MADRID será semifinalista, mesmo que perca o jogo de volta na próxima 3ª (12), em seu estádio Santiago Bernabeu, aproximando-se do 14º título como o maior vencedor da Champions. O árbitro francês Clément Turpin só aplicou dois cartões amarelos, nos zagueiros Rudiger, do Chelsea, e Eder Militão, do Real Madrid.

Foto: Lance! + Correio Brasiliense