A eliminação da Copa do Brasil, com duas derrotas consecutivas para o São Paulo pelo placar agregado de 5 x 1 – 2 x 1 no Maracanã, 3 x 0 no Morumbi – continua irritando a torcida do Flamengo, que se manifestou nas redes sociais logo após o jogo da última quarta (18), e ontem (20), véspera do jogo com o Coritiba, estendeu faixas no Maracanã chamando o time de frouxo e os dirigentes de omissos. Os torcedores prometem intensificar a cobrança, e exigem mais, dos jogadores e dos dirigentes.

PRESENCIAL – No encontro de ontem (20) com os dirigentes do futebol do clube, na sede da Gávea, os torcedores deixaram claro que querem reunião presencial com os jogadores, a fim de cobrar, frente a frente, olho no olho, mais empenho e determinação nos jogos. Os líderes das torcidas organizadas – Raça Rubro-Negra, Urubuzada, Fla-Manguaça e Torcida Jovem – querem acesso ao Ninho do Urubu, mas o clube não se mostra disposto a abrir exceção, mantendo os jogadores isolados, bem blindados.

DECISÕES – Os jogos de hoje (21) com o Coritiba e de terça (24) com o Racing são considerados como decisões. Só vitórias podem acalmar os ânimos, de vez que a eliminação da Copa do Brasil foi uma grande chance de título que o Flamengo não aproveitou. Por isso, recorrendo à frase “O Brasileiro é obrigação”, os torcedores deixam claro que as consequências serão muito graves, se o Flamengo não bisar os feitos de 2019 com os títulos da Libertadores e do Brasileiro.

EXIGÊNCIA – Ainda sobre a exigência de reunião presencial com os jogadores, no Ninho do Urubu, os torcedores que estiveram reunidos ontem (20), na Gávea, com os dirigentes do futebol disseram que “a cobrança pelos resultados e pela disposição em campo é infindável”. E voltaram a ressaltar por que exigem reunião presencial: “Queremos dizer aos jogadores, frente a frente, com a maior clareza, que os milhões de rubro-negros estão insatisfeitos porque não têm visto o verdadeiro Flamengo em campo”.

Foto: Esporte Interativo