O futebol do Rio de Janeiro não merecia fim de ano tão triste, com três derrotas e só um gol, na última rodada de 2020 do Campeonato Brasileiro. Nem mesmo o Flamengo conseguiu vencer, sequer aproveitando pênalti, e ficou mais distante do segundo título consecutivo, com a má atuação em seu primeiro empate sem gol. O Flamengo se distancia do líder; o Fluminense vai deixando escapar a vaga na Libertadores; Vasco e Botafogo não têm forças para sair do rebaixamento. Bem complicado.

SEM REPOSIÇÃO – Se Vasco e Botafogo não conseguirem evitar o rebaixamento, o futebol do Rio de Janeiro perderá duas vagas na Série A em 2021 porque não tem time na Série B. Não só na Série B, mas também nas Séries C e D, as últimas. O futebol do Rio não tem base no interior, que durante anos revelou jogadores de alto nível, que brilharam nos grandes da capital e chegaram à seleção brasileira, até em nível de Copa do Mundo. Esse tempo passou, sem perspectiva de retorno.

ACOMPANHAR mais uma derrota do Botafogo, que só conseguiu ganhar quatro jogos e marcar menos de um gol por jogo, nos 27 jogos que disputou, é tão doloroso quanto assistir o Vasco, indefeso, sofrer a décima segunda derrota, e só ter conseguido 7 vitórias em 26 jogos, também com a média insignificante de menos de um gol por jogo. O resumo de três, dos ditos quatro grandes, em sétimo (Fluminense); em décimo sétimo (Vasco), e em décimo nono (Botafogo), é de doer e de chorar.

O TORCEDOR carioca, triste e decepcionado, só pode recordar o que viu em outras épocas. A fase de grandes valores, grandes times e grandes jogos, que nunca sairão da lembrança, foi boa. Passou. E a chance de volta…