O lateral e ponta colombiano Orlando Berrío, de 29 anos, foi apresentado neste domingo (19) como sexto estrangeiro do Khor Fakkan Club, da cidade praiana de Sharjah, a 130 km de Dubai, capital dos Emirados Árabes Unidos, onde cumprirá três anos de contrato com a equipe em que jogam três brasileiros, um africano e um sudanês, sob o comando do técnico sérvio Goran Tufegdzic, ex-meia de 48 anos, que até 2013 dirigiu a seleção do Kuwait.

GRATIDÃO – Berrío saiu do Flamengo após dois anos e meio, desde a chegada em janeiro de 2017, comprado por 3.500 mil dólares, pagos em dois anos ao Atlético Nacional, de Medellin, que defendeu de 2009 a 2016, com 36 gols em 185 jogos e foi campeão da Libertadores 2016. No Flamengo, 7 gols e 11 assistências em 82 jogos, campeão carioca 2017-19-20, Brasileiro e da Libertadores em 2019. Mais que isso, “a gratidão por ter me tornado a cada dia um jogador melhor com o apoio de todos”.

FLAMENGO E O RIO, que diz ser impossível deixar de lembrar todos os dias, viajaram para o mundo árabe no coração de Berrío: “Cheguei com muitos sonhos e realizei todos, graças a um clube que me recebeu com carinho. Vivi a alegria especial do nascimento da minha carioca Francesquinha e nem sei mais o que escrever para dizer da minha felicidade de ter conhecido e convivido com pessoas especiais na realmente Cidade Maravilhosa, tão inesquecível quanto o Flamengo”.

O SENTIMENTO – Berrío estreou no Flamengo em 8 de fevereiro de 2017 marcando um gol nos 2 x 0 no Grêmio pela Primeira Liga, e rompeu o tendão patelar do joelho esquerdo em jogo com o São Paulo, só voltando 10 meses depois, em 8 de setembro de 2018, nos 2 x 0 na Chapecoense. Em janeiro de 2019 converteu um dos pênaltis na decisão com o Ajax, em que o Flamengo ganhou a Florida Cup. “O Flamengo me apoio em tudo nos meses difíceis em que fiquei parado” – revela com muito sentimento.

NOVO CLUBE – Khor Fakkan, o novo clube de Berrío, foi fundado como Al-Khaleej em 1981, ganhou a Copa dos Emirados em 93-94 e só mudou de nome em 2017. Em seu pequeno estádio Mohammed bin Qassimi, de 8 mil lugares, joga todo de verde, e usa uniforme branco quando visitante. Os três brasileiros do time são os paulistas Ricardinho, meia de 30 anos, e Bruno Lamas, atacante de 26 anos. O meia-atacante Ramon Lopes, de 30 anos, é mineiro de Belo Horizonte. Quando estrear no Khor Fakkan, Berrío completará o jogo 305 da carreira, até agora com 48 gols e 25 assistências.

Foto: Yahoo Esportes