POUCAS VEZES SE VIU UM FLAMENGO TÃO APÁTICO E DECEPCIONANTE quanto o da derrota da noite de ontem (27), no Maracanã, que tirou o time da oitava decisão da Copa do Brasil. Bem pior do que isso: aumentou muito preocupação sobre a final da Libertadores, daqui a um mês. Pelo que se viu, com copo de cerveja na cara de jogador, é imprevisível a reação dos torcedores, se o Flamengo não vencer o finalista e virtual campeão Atlético Mineiro no próximo sábado (30).

O FLAMENGO NÃO EXISTIU COMO EQUIPE E SUAS INDIVIDUALIDADES falharam, quase sem exceção. Uma noite apagada de Everton Ribeiro, lento, sem criatividade. Uma noite sem inspiração alguma de Gabriel e Bruno Henrique, quando era esperado que rendessem como em tantas outras jornadas iluminadas. Não à toa, Gabriel chegou ao oitavo jogo sem gol com a camisa do Flamengo. A atuação ruim do meia Diego só fez aumentar a importância do valor de Arrascaeta. 

DIEGO ALVES, Isla (Mateuzinho), Rodrigo Caio, Leo Pereira e Filipe Luis (Ramon); Willian Arão (Vitinho), Diego (Michael), Andreas e Everton Ribeiro (Kenedy); Bruno Henrique e Gabriel – o Flamengo da noite da última quarta (27) de outubro de 2021, no Maracanã, foi o Flamengo da justificada revolta dos torcedores. Um deles tentou acertar um copo de cerveja na cara de Gabriel e acabou atingindo o chefe do policiamento do estádio. Lamentável falta de educação.

O TÉCNICO DO FLAMENGO DIZ QUE O TIME tem dificuldade para vencer retranca, mas o que se viu foi um pouco diferente. O Athletico deixou a bola com o Flamengo para poder explorar em contra-ataques sempre muito velozes e decisivos. Das goleadas iniciais que criaram ilusão, o Flamengo voltou a um patamar de baixo nível técnico e já não é capaz de se impor como antes. 

O TÉCNICO DO FLAMENGO DIZ QUE O TIME ainda está em duas decisões, mas a visão correta é de que só está em uma e precisa melhorar muito para ter chance. O Flamengo não soube aproveitar para se igualar ao São Paulo, único com três títulos consecutivos de campeão brasileiro. O Flamengo que nos últimos três jogos no Maracanã só fez um gol, ficou no 0 x 0 com o Cuiabá, perdeu para o Fluminense e foi eliminado pelo Athletico, não pode deixar a torcida com esperança.

O FLAMENGO ESTÁ FORA DA DECISÃO, mas, de uma vez por todas, é bom não tirar o mérito de quem está na outra metade do campo. Não é só o Flamengo que perde. Os adversários também têm méritos para ganhar do Flamengo. O Athletico deixou bem claro com a aula tática da noite de ontem (27). E que se reveja também outro conceito. Torcida ajuda, mas não entra em campo nem ganha jogo. Quem ganha é o time. Quando joga.

Foto: André Durão