Escolha uma Página

A Inglaterra não ganhava dois jogos consecutivos, por cinco gols, desde novembro de 84, mas isso voltou a acontecer na noite de ontem (25), quando goleou (5 x 1) a seleção de Montenegro, no estádio de Podgorica, capital do país do sudeste europeu, na região dos Bálcãs, na segunda rodada das eliminatórias da Eurocopa 2020. Na estreia, na última sexta (22), em Wembley, os ingleses golearam (5 x 0) a República Tcheca, adversário desta terça (26) do Brasil, em amistoso em Praga.

FOI DE VIRADA – Os 15.230 torcedores, lotação máxima do estádio Podgorica, pareciam não acreditar quando o lateral MarkoVesovic, de 27 anos, que joga na Polônia pelo Legia Varsóvia, abriu o placar aos 17 minutos com o gol da seleção de Montenegro. A virada inglesa, ainda no primeiro tempo, começou aos 30 com o gol de Michael Keane, de 26 anos, 1,88m, zagueiro do Everton, de Liverpool, e de Ross Barkley, de 25 anos, meia do Chelsea, de Londres, que aos 14 do segundo tempo fez 3 x 1.

20 JOGOS, 17 GOLS – Artilheiro da Copa do Mundo de 2018, o capitão Harry Kane marcou o quarto gol aos 36, tornando-se o goleador da seleção desde que o ex-zagueiro Gareth Southgate, de 48 anos, assumiu como técnico em setembro de 2016, com 17 gols em 20 jogos. O ponta Sterling, que havia feito três gols nos 5 x 0 da estreia com a República Tcheca, fechou a goleada aos 35 minutos, na quinta vitória consecutiva dos ingleses com o comando de Southgate.

DUAS MARCAS – O atacante Hudson-Odoi, londrino de 7/11/2000, ponta do Chelsea, tornou-se ontem (25) o segundo mais jovem a vestir a camisa da seleção inglesa, do início ao fim, aos 18 anos 138 dias. O recordista continua sendo Wayne Rooney, hoje aos 33 anos, no DC United, da Liga americana, que estreou na seleção inglesa aos 17 anos 160 dias, e de 2003 a 2018 marcou 53 gols em 120 jogos. Rooney é o maior artilheiro da história do Manchester United, com 253 gols em 539 jogos, entre 2004 e 2017.

A OUTRA MARCA foi a que o meia Ross Barkley conseguiu na goleada de 5 x 1 da noite de ontem (25), ao marcar o segundo e o terceiro gol da seleção inglesa no intervalo de 59 minutos. Dois gols foi o mesmo que havia conseguido em seus 26 jogos anteriores pelo Chelsea, de Londres. A seleção teve Pickford, Rose, Maguire, Keane e Walker; Alli (Henderson), Rice, Barkley (Ward-Prowse) e Hudson-Odoi; Harry Kane (Wilson) e Sterling.

OS INGLESES trocaram mais de quatro vezes passes que os montenegrinos: 626 x 181. O árbitro Aleksey Kulbakov, de 40 anos, único da Bielorrussia que esteve em duas Copas do Mundo, marcou 24 faltas (14 da Inglaterra) e mostrou 4 cartões amarelos (só um para jogador da seleção de Montenegro). A Inglaterra, única a vencer os dois primeiros jogos, lidera o Grupo A com 6 pontos, e a Bulgária, que empatou (1 x 1) com a seleção do Kosovo, é vice-lider com 2 pontos.