O São Paulo pode subir sete posições e terminar a décima primeira rodada em quinto lugar, se vencer a Chapecoense na noite de hoje (22), no estádio do Morumbi. Décimo segundo com 15 pontos, ultrapassaria, em caso de vitória, Internacional (17), Corinthians, Goiás, Botafogo e Atlético Paranaense (16), ficando em quinto com 18, abaixo apenas dos quatro primeiros: Palmeiras e Santos (26), Flamengo (21) e Atlético Mineiro (20). Seria o maior salto do time no Brasileirão 2019.

SUPERAÇÃO – Mesmo nos jogos em seu estádio, o retrospecto do São Paulo não é bom a partir da terceira rodada, após começar bem com duas vitórias (2 x 0 no Botafogo, em casa, e 2 x 1 no Goiás como visitante). A partir do terceiro jogo – 1 x 1, em casa, com  o Flamengo -, o time parou na última vitória (1 x 0) fora de casa sobre o Fortaleza, na quarta rodada, em 4 de maio. Desde então, o São Paulo não venceu mais, acumulando quatro 1 x 1, dois 0 x 0 e a derrota (1 x 0) na Arena Corinthians. A única vitória no Morumbi foi a da estreia, 2 x 0 sobre o Botafogo, no jogo isolado da tarde do sábado 27 de abril.

ESCALAÇÃO – Tiago Volpi, Hudson, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Luan, Tchê Tchê e Hernanes; Antony, Raniel e Pato – a escalação definida pelo técnico Cuca. Com 12 pontos em 10 jogos, o São Paulo é um dos dois com apenas 3 vitórias (o outro é o Vasco), e o que mais empatou (6 jogos), embora seja, junto com Palmeiras e Santos, o que sofreu só uma derrota. Seu ataque é o décimo terceiro, com 9 gols em 10 rodadas, e sua defesa é a segunda menos vazada, igual à do Corinthians (6), e só com mais um gol sofrido que a do Palmeiras (5).

REBAIXAMENTO – A visitante Chapecoense, que só ganhou um jogo fora – 2 x 1 no Cruzeiro -, a outra vitória foi em casa – 2 x 0 no Internacional -, vê no milagre da terceira vitória a fuga do rebaixamento. Com 8 pontos e saldo negativo de cinco gols (11 a 16), a equipe de Chapecó, se vencer, empurra o Fluminense (9) para antepenúltimo e faz o Cruzeiro (10) voltar a ser o primeiro dos quatro últimos. Bom lembrar: Cruzeiro e Chapecoense estão entre os que nunca foram rebaixados à Série B.

O RETROSPECTO da Chapecoense como visitante não é animador. Nos últimos cinco jogos, a única vitória foi na sexta rodada, 2 x 1 sobre o Cruzeiro, no Mineirão. Nos outros, perdeu para o Goiás (3 x 1), Flamengo (2 x 1) e Corinthians (1 x 0).O jogo da noite de hoje (22) será o quinto fora de casa e o time escalado pelo técnico Ney Franco é Tiepo, Eduardo, Gum, Douglas e Bruno Pacheco; Marcio Araújo, Gustavo Campanharo, Allan Ruschel e Camilo; Arthur Gomes e Everaldo, com 5 gols, um dos quatro vice-artilheiros do Brasileirão 2019. O artilheiro é Gabriel, do Flamengo, com 8.  Árbitro: Savio Sampaio, da Federação de Brasília.

Foto:Sergio Barzaghi/Gazeta Press