Escolha uma Página

O EX-LATERAL SYLVINHO, paulistano de 50 anos, ex-Corinthians, Arsenal, Barcelona e Manchester City, é o único técnico brasileiro na 17ª Eurocopa, que começa na próxima 6ª feira (14), na Alemanha, com 24 seleções. Desde janeiro de 2023 ele dirige a Albânia, no Grupo B, com Espanha, Croácia e Itália, adversário de estreia.

NA CARREIRA de 94 a 2010, Sylvinho fez 31 gols em 495 jogos e foi campeão paulista, brasileiro e da Copa do Brasil no Corinthians; da Supercopa da Inglaterra no Arsenal; três vezes campeão espanhol e duas vezes da Liga dos Campeões no Barcelona, e como técnico, da Copa dos Emirados de 2019 com o Lyon, da França.

NOS ÚLTIMOS AMISTOSOS de preparação, a seleção do técnico Sylvinho venceu a seleção do Liechtenstein, microestado mais rico do mundo, entre a Áustria e a Suíça, por 3 x 0, e na noite de hoje (7), ganhou de virada (3 x 1) do Azerbaijão, país independente da extinta União Soviética, hoje Rússia, desde 1991. A República da Albânia é um pequeno país montanhoso do Sudeste da Europa.

SYLVINHO CLASSIFICOU a Albânia em um ano e oito jogos para a Eurocopa, como primeiro do grupo, com vitórias sobre as favoritas Polônia e República Checa. Seus assistentes são o ex-volante paulista Doriva, de 52 anos, campeão brasileiro e da Libertadores no São Paulo, e o ex-lateral argentino Pablo Zabaleta, de 39 anos, campeão da Copa Sul-Americana de 2002 com o San Lorenzo.

A MAIOR ZEBRA DE WEMBLEY

OS 81 MIL TORCEDORES ingleses viveram dois momentos de incredulidade na noite de hoje (7): aos 12 minutos do 1º tempo, quando o ponta Jon Thorsteinsson fez o gol, e às 19h48, quando o árbitro italiano Davide Massa apitou o final do jogo: Inglaterra 0 x 1 Islândia. Essa foi a maior zebra da história do estádio de Wembley.

A UMA SEMANA da estreia na 17ª Eurocopa, a Inglaterra voltou a ser surpreendida pela Islândia, que há seis anos a eliminou da Eurocopa de 2018. Os atuais vice-campeões perderam em Wembley a decisão de 11 de julho de 2021 para a Itália (1 x 1, 3 x 2 nos pênaltis), quando eram favoritos absolutos ao título.

TONI KROOS NA VIRADA ALEMÃ

A ALEMANHA voltou a contar com a categoria do volante Toni Kroos, na virada por 2 x 1 sobre a Grécia, no último amistoso de preparação para a Eurocopa, na noite de hoje (7), no Borussia Park, em Monchengladbach, estado da Renânia do Norte. Uma semana após se despedir do Real Madrid, Kroos deu outro show de bola.

A GRÉCIA fez 1 x 0, gol do ponta Giorgios Masouras, de 30 anos, do Olympiacos, aos 33 minutos, e na volta do intervalo, com a entrada de Kroos e mais três mudanças do técnico Julian Nagelsmann, ex-zagueiro de 36 anos, a Alemanha virou com os gols dos meias que jogam na Inglaterra, Kai Havertz, de 24 anos, do Arsenal, e Pascall Groos, de 32 anos, do Brighton.

36 ANOS DEPOIS, a Alemanha volta a ser sede da Eurocopa, tal como 1988, quando a Holanda ganhou o título com 2 x 0 sobre a extinta União Soviética, hoje Rússia. A Alemanha é recordista de participações (13), tem três títulos, igual à Espanha, única que ganhou dois consecutivos (2008 e 2012), e abre a 17ª Eurocopa na próxima 6ª (14) com a Escócia, que hoje (7) empatou com a Finlândia (2 x 2).

Fotos: CNN Brasil,