UM MÊS DEPOIS DE DEMITIR ÓSCAR TABÁREZ, DE 74 ANOS, que comandou a seleção em 206 jogos, durante 15 anos, a Associação Uruguaia de Futebol anunciou nesta 4ª feira (15) Diego Alonso, de 46 anos, como novo técnico, para tentar salvar a classificação para a Copa do Mundo de 2022. Sétimo, com 16 pontos e saldo negativo de 7 gols, o Uruguai está atrás do Peru, Chile e Colômbia, última seleção com vaga certa, sem quer poder disputar a repescagem.

DIEGO ALONSO, DE 46 ANOS, foi atacante do modesto Bella Vista, de Montevidéu, onde nasceu em 16 de abril de 76, e ganhou o único título uruguaio em 2009-10 no Peñarol. Na Espanha, jogou 2000-01 no Valencia, e em 2001-02 ajudou o Atlético de Madrid a subir à Série A. Pela seleção uruguaia, perdeu a final da Copa América de 1999 por 3 x 0 para o Brasil. Seu melhor trabalho como técnico foi no Pachuca, campeão mexicano 2016.

ANTES DE SER CONTRATADO para assumir a seleção uruguaia, Diego Alonso foi o primeiro técnico do Inter de Miami, com uma campanha muito ruim na Liga dos Estados Unidos: 7 vitórias, 3 empates, 13 derrotas. A estreia como técnico da seleção será dia 27 de janeiro com o Paraguai, no estádio Defensores del Chaco, em Assunção. Brasil (35 pontos) e Argentina (29) estão classificados; Equador (23) e Colômbia (17), bem encaminhados, e o Peru (17), na repescagem.

ÓSCAR TABÁREZ, de 74 ANOS, foi técnico da seleção uruguaia de 2006 a 2021, demitido em 16 de novembro, após a derrota por 3 x 0 para a Bolívia. Ex-zagueiro, ele ganhou 109 dos 206 jogos, empatando 57 e perdendo. Sofrendo há anos da síndrome de Guillan-Barré, que limita os movimentos e o obriga a andar de muleta, Tabárez foi técnico campeão da Libertadores de 87 com o Peñarol, e com a seleção, 4º lugar na Copa do Mundo de 2010, e campeão da Copa América 2011.

CAMPEÃO DA 1ª COPA DO MUNDO (1930), O URUGUAI participou de 13 Copas e só ganhou outro título em 1950, na virada (2 x 1) sobre o Brasil, em 1950, no Maracanã. O quarto lugar foi sua melhor colocação nas Copas de 54, 70 e 2010. O Uruguai é reconhecido pela FIFA como a seleção mais vitoriosa com 19 títulos. Em 13 Copas do Mundo, a seleção uruguaia disputou 56 jogos, 24 vitórias, 12 empates, 20 derrotas, 87 gols marcados, 74 gols sofridos.

Foto: Bolavip