Utilizado pela primeira vez no Campeonato Inglês, o VAR interveio na goleada (5 x 0) do Manchester City, atual bicampeão, sobre o West Ham, na tarde de sol deste sábado (10) no Estádio Olímpico de Londres. O árbitro de video anulou um gol de Gabriel Jesus, logo aos nove minutos, por impedimento, e validou outro do atacante brasileiro aos 25, em decisões acertadas e rápidas, evitando que os 53 mil torcedores ficassem impacientes.

A BOLA DO JOGO – O atacante Raheem Sterling levou a bola do jogo, como é tradição na Premier League, ao marcar três gols, o segundo, terceiro e quinto, além de ter dado o passe para Gabriel Jesus marcar o único do primeiro tempo, aos 25, confirmado pelo VAR. O árbitro de video também mandou o argentino Aguero repetir o pênalti no quarto gol por invasão de área e avanço do goleiro polonês Lukasz Fabianski, 34 anos, 1,90m.

Sterling, artilheiro do jogo, 24 anos, 1,70m, nasceu na Jamaica e tem nacionalidade inglesa. Jogou de 2012 a 2015 no Liverpool – 23 gols em 129 jogos – e inicia sua quarta temporada no Manchester City, marcando seu gol 71 em 194 jogos. Foi o melhor jogador jovem de 2014 e pela seleção inglesa, desde 2012, marcou oito gols em 49 jogos.

19 FALTAS, 4 AMARELOS – O árbitro Mike Dean, 51 anos, há nove temporadas no grupo seleto dos árbitros europeus, mostrou o primeiro dos quatro cartões amarelos do jogo para o zagueiro paraguaio Fabián Balbuena, 27 anos, 1,88m, por falta dura no tornozelo de Gabriel Jesus, no grande círculo.Ele jogou no Corinthians de 2016 a 2018, quando foi comprado pelo West Ham, dos times médios ingleses o que mais investiu na temporada, a segunda em que é comandado pelo técnico chileno Manuel Pellegrini, 65 anos. No fim do jogo ele deu um abraço afetuoso no espanhol Pep Guardiola, 48 anos, técnico do City.

BOA LARGADA – Tanto o bicampeão Manchester City, com os 5 x 0 deste sábado (10), quanto o vice Liverpool, com os 5 x 1 da véspera sobre o recém promovido Norwich, estrearam bem, demonstrando que deverão ser de novo as maiores forças do campeonato. O apoiador Kevin De Bruyne, autor do gol da Bélgica que eliminou o Brasil (2 x 1) na Copa de 2018, foi o mais aplaudido ao ser substituído pelo meia Foden, revelação do City.

Foto: Daily Mail