O árbitro Javier Estrada Fernandez, de 44 anos, teve que recorrer ao VAR nos lances dos gols deste domingo (21), no estádio Anoeta, em San Sebastián, no País Basco, onde o Real Madrid voltou à liderança do campeonato, ao vencer (2 x 1) a Real Sociedad. No primeiro, pelo pênalti de Llorente em Vinícius Júnior, em que o atacante teria simulado, e no segundo, porque o francês Benzema teria amortecido a bola no braço, antes de fazer o gol da vitória.

SEGUNDO TEMPO – O resultado refletiu o equilíbrio do jogo, com os gols no segundo tempo. Logo aos quatro minutos, Vinícius Junior entrou na área e foi derrubado por Llorente. O árbitro confirmou após consultar o VAR, que não mostrou simulação do atacante, como reclamou o faltoso. O capitão Sergio Ramos- vice-artilheiro do time com 7 gols – converteu com categoria, em cobrança com o pé direito, deslocando Alejandro Remiro, goleiro espanhol de 25 anos.

Sergio Ramos tornou-se o zagueiro com mais gols (68) na história do Campeonato Espanhol. Depois, foisubstituído com dores no joelho.

OUTRO LANCE polêmico, aos 22, foi o da anulação do gol de Adnan Januzaj, meia belga de 25 anos, da Real Sociedad, que chutou de fora da área. O árbitro viu impedimento de Mikel Merino, atacante espanhol de 23 anos, durante a trajetória da bola e anulou, após consulta ao VAR, mesmo que Merino não tenha participado do lance. Foram grandes os protestos, que aumentaram três minutos depois, quando Benzema fez o segundo gol do Real Madrid, aos 25. O árbitro voltou a consultar o VAR, certificando-se de que o atacante dominou a bola no ombro e não no braço.

NOVIDADES – O técnico Zidane surpreendeu ao deixar Hazard e Modric na reserva, escalando Vinicius Junior e James Rodriguez. Foi o trigésimo terceiro jogo de Vinicius Junior, primeiro como titular na temporada 2019-20, e ele teve bom desempenho, merecendo ficar em campo até o fim. Já o colombiano James Rodriguez, que não atuava desde outubro, foi substituído pelo espanhol Asensio aos 34 minutos. Embora com desempenho não muito convincente, o Real Madrid mereceu vencer. 

OS LÍDERES – Courtois, Carvajal, Varane, Sergio Ramos (Eder Militão, 14 do segundo tempo) e Marcelo (Mendy, 43 do segundo tempo); Casemiro, Valverde (Modric), Tony Kroos e James Rodriguez (Asensio); Benzema (Mariano Diaz) e Vinícius Junior.O Real Madrid, de uniforme verde, tem 65 pontos, igual ao Barcelona, mas é líder pelo confronto direto, primeiro critério de desempate; 0 x 0 no turno e venceu (2 x 0) no returnoCasemiro, suspenso, pelo quinto cartão amarelo.

O QUE FALTA – Jogos restantes do Real Madrid: em casa – Mallorca (quarta, 24), GetafeAlavés e Villarrreal; fora de casa – Espanyol, Granada e Leganés (última rodada, 19 de julho). Jogos restantes do Barcelona: em casa – Atlético de Bilbao (terça, 23), Atlético de Madrid e Espanyol; fora de casa – Celta de Vigo, Villarreal, Valladolid e Alavés (última rodada, 19 de julho).

Fotos: site oficial do Real Madrid