A meu pedido, o ex-árbitro Claudio Vinícius Cerdeira, hoje um dos quatro integrantes da Comissão de Arbitragem da CBF, enviou-me um levantamento da atuação do VAR, pela primeira vez utilizado em todos os 190 jogos do primeiro turno do Brasileirão 2019.

Checagens – 1.054 – média de 5,5 checagens por jogo.

Revisões – 114 – média de 0,60 por jogo.

Revisões de pênaltis – 55 – média de 48,2% por jogo.

Revisões de gol – 40 – média de 35,1% por jogo.

Utilização da área de revisão – 78 vezes.

Revisão factual – 36 vezes.

ÚLTIMOS CINCO ANOS

2015 – 190 jogos – 898 amarelos (média 4,72 jogo); 54 vermelhos (média 0,28 jogo). Faltas cometidas – 5.400 (média 28,42 jogo).

2016 – 190 jogos – 863 amarelos (média 4,54 jogo); 44 vermelhos (média 0,23 jogo). Faltas cometidas – 5.778 (média 30,41 jogo).

2017 – 190 jogos – 881 amarelos (média 4,63 jogo); 32 vermelhos (média 0,16 jogo). Faltas cometidas – 6.065 (média 31,92 jogo).

2018 – 190 jogos – 900 amarelos (média 4,73 jogo); 49 vermelhos (média 0,26 jogo). Faltas cometidas – 5.747 (média 30,24 jogo).

2019 – 190 jogos – 839 amarelos (média 4,41 jogo); 51 vermelhos (média – 0,26 jogo). Faltas – 5.395 (média 28,39 jogo).