Escolha uma Página

O VASCO CONCLUIU com brilho a pré-temporada no Uruguai, ao vencer o Deportivo Maldonado por 1 x 0, gol do meia francês Payet, no final da noite de ontem (21), no estádio Domingo Burgueño Miguel, em Punta del Este. Na estreia, com gol de cabeça do zagueiro carioca Leo, o Vasco havia vencido (1 x 0) o San Lorenzo, da Argentina.

COM AS DUAS VITÓRIAS, sem sofrer gol, o Vasco ganhou a taça Pablo Guiñazu, ex-meia argentino, e na noite de ontem (21), a taça Juan Ahuntchain, ex-zagueiro uruguaio. O técnico argentino Ramon Diaz voltou a fazer observações, com oito alterações na equipe, na volta do intervalo. Payet decidiu o jogo aos 17 do 2º tempo.

A ESCALAÇÃO: Leo Jardim, Medel (Praxedes), João Victor (Puma) e Leo (Maicon); Paulo Henrique (Rojas), Jair (Zé Gabriel), Paulinho (Serginho), Payet e Piton; David (Rossi) e Vegetti (Rayan). O meia Praxedes teve duas chances claras para ampliar o placar, e o meia Payet voltou a ganhar o prêmio de melhor do jogo.

A LAMENTAR apenas o descontrole dos jogadores uruguaios, que provocaram cenas lamentáveis de agressão aos jogadores do Vasco. O lateral Agustin Alfaro, de 24 anos, foi expulso perto do final, por falta dura no atacante Rossi. Todos os jogadores do Vasco tiveram postura exemplar.

NO CARIOCA, o Sub-23 do Vascoempatou (3 x 3) na noite de ontem (21), no estádio Elcyr Resende, em Bacaxá, com o estreante Sampaio Corrêa, de Saquarema, que fez 2 x 0, gols de Max e Marcelo, aproveitando falhas do goleiro carioca Halls, que tentou driblar e perdeu a bola, e do zagueiro argentino Capasso.

O VASCO REAGIU ainda no 1º tempo, com o gol de cabeça do meia Barros, de 19 anos, após falta batida pelo argentino Luca Orellano, que empatou com belo gol, logo na volta do intervalo. O atacante carioca Paixão, de 19 anos, marcou o gol da virada do Vasco, que sofreu no último minuto o gol do empate final de Gabriel Agu.

O VASCO DO TROPEÇO: Halls, Miranda (Paulinho), Capasso (Vitão), Zé Vitor e Leandrinho; Rodrigo (Estrella), Barros, Mateus Carvalho e De Lucca; Luca Orellano e Paixão. O time do técnico William Batista caiu para o 3º lugar, com 4 pontos, igual ao Flamengo, que o supera no lance de gols (4 a 2).

OS TRÊS ÚLTIMOS jogos do Vasco, em janeiro, serão 5ª feira (25), em São Januário, com o Madureira; domingo (28), com o Bangu, no estádio Proletário, e 4ª feira (31), com o Nova Iguaçu, no Parque do Sabiá, em Uberlândia. O primeiro clássico do Vasco no Carioca de 2024 será com o Flamengo, domingo (4), na reabertura do Maracanã.

Ftoos: Leandro Amorim/Vasco e Matheus Lima/Vasco