Em seus seis jogos de jejum, que o fazem continuar em último, com três pontos, o Vasco esteve mais perto da primeira vitória neste último domingo (26) de maio, no estádio Castelão, mas cedeu o empate ao Fortaleza, campeão cearense, nos minutos finais. Depois de um primeiro tempo equilibrado, o Vasco fez 1 x 0 aos 26 minutos, com o gol de Pikachu, convertendo pênalti do goleiro Felipe Alves em Rossi. O gol de empate foi de Romarinho, aos 43, acertando canto direito, em chute da meia lua.

SEM EVOLUÇÃO – Mesmo com a volta do lateral Danilo e a entrada do volante Raul, o Vasco não mostrou evolução, ressentindo-se, principalmente de um bom finalizador. Yan Sasse começou no ataque e saiu para a entrada de Valdívia, sem que ambos tenham sido objetivos. Marrony, mantido até o fim, outra vez não correspondeu, e a troca de Rossi por Tiago Reis também nada acrescentou em termos ofensivos. 

VASCO – Sidão, Pikachu, Werley, Ricardo e Danilo; Raul, Lucas, Marcos Júnior (Andrey) e Bruno Cesar; Rossi (Tiago Reis), Yan Sasse (Valdívia) e Marrony.O time repetiu o placar (1 x 1) do jogo de estreia do técnico com o Avaí, no domingo anterior, em São Januário, onde também cedeu o empate e saiu vaiado. Como visitante, foi o único jogo que o Vasco não perdeu, depois da goleada (4 x 1) na estreia com o Atlético Paranaense, e dos 3 x 0 do Santos, no Pacaembu, quando Luxemburgo foi apenas observador. 

RETROSPECTO – O próximo jogo do Vasco será domingo, às 11 horas, com o Botafogo, no estádio Nilton Santos. O retrospecto do Vasco no Nordeste é ruim. A última vitória (2 x 1) foi em 2017 sobre o Vitória, no estádio Barradão, em Salvador. Depois, perdeu (3 x 0)  do Bahia, 2 x 1 do Sport e ficou no 0 x 0 com o Ceará, no último jogo de 2018, quando escapou do quarto rebaixamento à Série B.O Vasco termina a sexta rodada com três empates e três derrotas, sem forças para sair do último lugar entre os 20 do Brasileirão 2019. O saldo negativo de gols – 5 marcados e 12 sofridos – reflete bem a péssima campanha.

FORTALEZA – Felipe Alves, Gabriel Dias, Quintero, Natan (Dodô) e Carlinhos; Felipe, Juninho e Edinho; Marcinho (Osvaldo), Kieza e Junior Santos (Romarinho). O campeão cearense empatou pela primeira vez, após duas vitórias e três derrotas, e termina a rodada em décimo terceiro com sete pontos, e saldo negativo de três gols, com seis marcados e nove sofridos. Quarta (29), o time decide a Copa do Nordeste com o Botafogo, em João Pessoa, e será campeão com empate, após vencer (1 x 0) em Fortaleza. Sábado (1),o Fortaleza jogará com o Flamengo, no estádio Nilton Santos.

DOIS CARTÕES – Fortaleza 1 x 1 Vasco teve atuação segura do árbitro gaúcho Anderson Luis Daronco, que só mostrou amarelos para o meia Lucas, do Vasco, e para Romarinho, que tirou a camisa na comemoração do gol do Fortaleza. Seguindo a praxe cearense, renda e público não foram anunciados.

Foto: Carlos Gregório/ Vasco