O Vasco jogará na próxima fase da Copa do Brasil com o Goiás, depois de eliminar o ABC, de Natal, na noite de ontem (5), no Maracanã, com o gol de German Cano, artilheiro do time em 2020 com cinco gols em nove jogos. Marrony aproveitou o lançamento longo de Raul e da linha de fundo atrasou para Cano, finalizando de primeira para definir o jogo aos 16 minutos do primeiro tempo. O Vasco foi bem superior e merecia placar mais amplo.

CANO FELIZ – Argentino de 32 anos, 1,74m, artilheiro do Vasco em 2020, German Cano iniciou a carreira como campeão pelo Lanús, de Buenos Aires, em 2007. O time em que mais fez gol foi o Independiente Medellin, em 2012, com 54 em 99 jogos, e voltou em 2018. Foi campeão mexicano no Pachuca, e revela alegria por estar no Vasco: “Já conhecia a história e hoje faço parte dela porque jogo em um dos times mais tradicionais do futebol mundial”.

O JEJUM – Ainda sem gol em 2020, Yago Pikachu não vê o momento de fazer o primeiro gol do ano. Ele completou na vitória (1 x 0) sobre o ABC, 215 jogos e recorda que desde a formação, de 2001 a 2005, na Tuna Luso, de Belém do Pará, onde nasceu, a vontade era de um dia jogar no Vasco: “A camisa da Tuna é igual, só que a faixa é verde, mas o clube também é da colônia portuguesa”. Faltam 7 gols para Pikachu igualar seus 222 gols pelo Paysandu, seu segundo time em Belém, antes de se transferir para o Vasco.

400 JOGOS – O Vasco homenageou o zagueiro Leandro Castan, capitão do time, oferecendo-lhe placa especial pelos 400 jogos que completou na vitória sobre o ABC. Paulista de Jaú, 33 anos, Leandro Castan completou 64 jogos pelo Vasco, que defende desde 2018, quando voltou do Cagliari, seu quarto times na Itália, após Torino, Sampdoria e Roma. Leandro Castan foi destaque em 115 jogos pelo Corinthians, campeão brasileiro em 2012.

A TORCIDA – Outra vez, a torcida do Vasco desempenhou bem seu papel, incentivando o time do início ao fim, com presença marcante no Maracanã: R$1.117.032,00. 29.903 pagantes. Os torcedores lamentaram ao saberem que o meia equatoriano Freddy Guarin, substituído por Marcos Junior aos 26 do segundo tempo, saiu com o dedo indicador direito quebrado. Mesmo sem ainda estar bem fisicamente, Guarin teve boa atuação.

CINCO CARTÕES – Dos cinco cartões amarelos bem aplicados pelo árbitro Dewson Freitas, da Federação Paraense, três para jogadores do ABC: Vinícius Leandro, Felipe Leandro e João Paulo. Os advertidos do Vasco foram Raul e Yago Pikachu. O nível disciplinar de Vasco 1 x 0 ABC foi bom.

Foto: NetVasco