O Vasco não conseguiu a quarta vitória consecutiva e com o 1 x 1 da noite deste sábado (26) com o Ceará, no Castelão, pode perder uma posição e terminar a rodada em décimo segundo, com 38 pontos, se o Atlético Mineiro vencer o São Paulo neste domingo (27), no Morumbi. Rossi, autor do gol, não joga quarta (30) com o Grêmio, em São Januário, pelo terceiro cartão amarelo.

JOGO RUIM – Ceará e Vasco fizeram jogo ruim, com muito erro de passes e finalizações, e o resultado se ajustou bem à pouca produção que apresentaram. O Vasco saiu para o intervalo em vantagem, com o gol de Rossi, aos 18 minutos, após cruzamento de Richard. O Ceará empatou aos 39, com o gol de Bergson, após rebote do goleiro Fernando Miguel em chute de Fabinho. O gol foi validado pelo VAR.

CEARÁ – Diogo Silva, Samuel Xavier, Valdo, Luis Otávio e João Lucas; Fabinho, William Oliveira (Wescley, 37 do segundo tempo), Ricardinho (Leandro Carvalho, intervalo) e Tiago Galhardo; Lima (Bergson, intervalo) e Felipe Baxola. Técnico – Adilson Batista

VASCO – Fernando Miguel, Pikachu, Ricardo, Castan e Henrique; Richard, Bruno Gomes (Raul, 33 do primeiro tempo) e Freddy Guarin (Felipe Bastos, 15 do segundo tempo); Rossi, Marrony (Felipe Ferreira, 15 do segundo tempo) e Ribamar. Técnico – Vanderlei Luxemburgo.

BOA ESTREIA – Depois do 1 x 1 com o Ceará, jogadores e comissão técnica do Vasco ficaram felizes de saber que Talles Magno, liberado para a seleção sub-17, teve boa estreia na goleada (4 x 1) sobre o Canadá, no estádio Bezerrão, na cidade-satélite do Gama, no Distrito Federal.

TALLES MAGNO não fez gol, mas deu uma assistência de letra para Patrick, e perdeu uma chance no final, após driblar dois marcadores e chutar por cima do goleiro canadense Matthew Catavolo. O atacante João Peglow, do Internacional, marcou dois gols; o atacante Gabriel Veron, do Palmeiras, fez um, e o outro gol foi contra do zagueiro Demia.

SEIS CARTÕES – Jean Pierre Lima, da Federação Gaúcha, teve boa arbitragem. Agiu certo em consultar o VAR no lance do gol do Ceará e em confirmar após três minutos de revisão. Aplicou seis cartões amarelos, três em cada equipe: Richard, Bruno Gomes e Rossi, do Vasco, e William Oliveira, Leandro Carvalho e Auremir, que saiu da reserva para reclamar.

Foto: Lance