Escolha uma Página

O VASCO NÃO JOGOU BEM, apenas se livrou da sétima derrota em onze jogos como visitante, mantendo-se em 18º após o 1 x 1 da noite deste domingo (3) com o Bahia, na Arena Fonte Nova, em Salvador, onde completou o nono jogo sem vitória. Foi o quarto empate do Vasco em 1 x 1, todos como visitante, em que acumula seis derrotas e só conseguiu uma vitória em onze jogos. Medel, 3º amarelo, e o meia Jair, expulso, não disputarão o jogo do dia 16 com o Fluminense.

COM O MANDO DE CAMPO, o Vasco ainda não sabe onde fará o clássico da 23ª rodada com o Fluminense, em que a derrota poderá levá-lo ao penúltimo lugar, se o América Mineiro vencer o Cuiabá. O Vasco, 18º, tem 17 pontos, 4 vitórias, saldo negativo de 15 gols (16 a 31); o América, 19º, 16 pontos, 4 vitórias, saldo negativo de 21 gols (24 a 45). O técnico argentino Ramon Diaz voltou a dizer que “o Vasco está em ascensão a cada jogo, e não será rebaixado”.

O GOL DO BAHIA, aos 44 minutos do 1º tempo, foi do atacante paulistano Ademir, de 28 anos, premiando o rendimento superior da equipe do técnico português Renato Paiva. O Vasco voltou melhor do intervalo com as entradas de Marlon, Ferreira e do estreante francês Dimitri Payet, saindo Praxedes, Serginho e Gabriel Pec. O gol de empate, aos 18 minutos, foi do argentino Pablo Vegetti, convertendo com categoria no canto direito o pênalti do lateral Gilberto em Marlon.

PRECISANDO VENCER, Bahia e Vasco fizeram algumas tentativas, mas falharam na maioria das finalizações, e nas poucas em que houve acerto, pararam em boas defesas de Marcos Felipe, do Bahia, emprestado pelo Fluminense, e Leo Jardim. Nos acréscimos, quando tentava arrancada em contra-ataque, o meia Jair deu uma cotovelada em Leo Juba e foi expulso pelo árbitro catarinense Ramon Abatti Abel, após a revisão do lance no VAR.

BAHIA 1 x 1 VASCO registrou R$1.732.558,96, em noite alegre na Arena Fonte Nova, onde a torcida do Vasco lotou o espaço de seis mil lugares do visitante. A última vitória do Vasco sobre o Bahia foi em junho de 2012, no estádio de Pituaçu, bairro da região leste de Salvador, porque a Fonte Nova estava sendo restaurada para a Copá do Mundo de 2014. Leo e Medel, os advertidos do Vasco com cartão amarelo; Gilberto e Vitor Hugo, os do Bahia.

VASCO – Leo Jardim, Robson (Puma), Maicon, Leo e Lucas Piton; Medel (Jair), Paulinho e Praxedes (Marlon); Serginho (Ferreira), Pablo Vegetti e Gabriel Pec (Dimitri Payet). O jogo da 15ª rodada com o América, adiado de 15 de julho porque a equipe mineira estava disputando a Copa Sul-Americana, será disputado dia 23 de setembro, na Arena Independência, em Belo Horizonte. O chamado jogo de seis pontos será muito importante na luta contra o rebaixamento.

AMÉRICA DEIXA LANTERNA COM CORITIBA

O AMÉRICA venceu o Santos por 2 x 0 na noite deste domingo (3), na Arena Independência, em Belo Horizonte, e saiu da lanterna, com o técnico argentino Fabian Bustos, confiante em evitar o rebaixamento. Os gols foram do atacante Rodrigo Varanda, de 20 anos, emprestado pelo Corinthians, e do meia Juninho, de cabeça. O meia Soteldo, doSantos, foi expulso, e o técnico uruguaio Diego Aguirre classificou “como atuação pobre” do time, 17º com 21 pontos, após a 11ª derrota.

CRUZEIRO VAIADO APÓS 8 JOGOS SEM VENCER

MAIS DE 30 MIL TORCEDORES vaiaram o Cruzeiro no Mineirão, após o 0 x 0 da noite deste domingo (3) com o Bragantino, que teve as melhores chances de gol. Foi o 21º 0 x 0 do Brasileiro de 2023, quarto 0 x 0 do Cruzeiro, 12º com 26 pontos, com técnico interino, após demitir o português Pepa, e o terceiro 0 x 0 do Bragantino, 6º com 36 pontos, do técnico português Pedro Caixinha. Dia 13, o Cruzeiro visita o Santos, e o Bragantino recebe o Grêmio.

Foto: Leandro Amorim/Vasco e  Jhony Pinho/AGIF