QUANDO EQUIPES DISPUTAVAM OS ÚLTIMOS JOGOS SÓ PARA CUMPRIR TABELA, o técnico Oto Glória dizia sempre: “Vão jogar por laranjas”. Foi o que aconteceu na noite desta 2ª (15), em Goiânia, com Vila Nova e Vasco, que continuarão na Série B em 2022. O empate em 2 x 2, no estádio Onésio Brasileiro Alvarenga, manteve o Vila Nova em 13º com 45 pontos e o Vasco, no primeiro jogo com o técnico interino Fabio Cortez, em 9º com 48 pontos. 

O VASCO PERDIA POR 1 x 0 NO PRIMEIRO TEMPO, com o gol do volante Pedro Bambu. A bola desviou no atacante Morata, recuado em auxílio à defesa, e tirou a chance do goleiro Lucão. Na volta do intervalo, a intensidade do jogo aumentou e o Vasco conseguiu a virada, com o empate de Morata, logo no primeiro minuto, com assistência de Nenê, e a virada, aos 8 minutos, com bonito gol de fora da área de Daniel Amorim.

O TEMPO FOI CURTO PARA A COMEMORAÇÃO porque logo no minuto seguinte o atacante Clayton marcou o segundo gol do Vila Nova, que chegou ao 10º empate como mandante, segundo 2 x 2, depois de sete 0 x 0 e o 1 x 1 da abertura do campeonato com o Botafogo. Já o Vasco, empatou pela 6ª vez, segunda em 2 x 2, como visitante, em que só ganhou quatro dos 18 jogos, sofrendo 8 derrotas. O Vila Nova venceu 5, mas só perdeu 3 jogos em casa.

LUCÃO, Leo Matos, Ricardo, Castan e Riquelme; Andrey, Galarza (Caio Lopes) e MT (João Pedro); Morato (Juninho), Daniel Amorim (Figueiredo) e Nenê – o Vasco do 2 x 2 com o Vila Nova, e sem Andrey, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, no último jogo do ano, em São Januário, sexta (19), com o Remo, que perdeu o último jogo da noite desta segunda (15), em Belém, para o Goiás (1 x 0). O presidente do Vasco foi muito cobrado por torcedores em Goiânia.

Foto: Mais Goiás