O VASCO ENTRA SOB FORTE PRESSÃO na noite de hoje (19), em São Januário, depois de sofrer a primeira derrota por três gols para o Sampaio Corrêa e de se distanciar sete pontos do líder Cruzeiro (34 a 41), que aumentou também a vantagem de vitórias (13 a 9). O Vasco precisa vencer o Ituano, sob pena de perder a vice-liderança para o Bahia, 3º com 33 pontos, ou para o Grêmio, 4º com 32.

A PENÚLTIMA RODADA DO TURNO começou com Sport 0 x 0 Vila Nova, na noite de ontem (18), no estádio da Ilha do Retiro, no Recife, e o Sport pode perder o 5º lugar, com 27 pontos, se o visitante Sampaio Corrêa, 6º com 25, vencer o Londrina, 10º com 23, na noite de hoje (18), no estádio do Café. O Tombense, 7º com 25, joga em casa com o Criciúma, 8º com 24, e também pode tirar o Sport do 5º lugar.

TÉCNICO EM SITUAÇÃO COMPLICADA

OS TORCEDORES DO SPORT jogaram vários copos de cerveja na direção do técnico Lisca, assim que ele entrou e se dirigiu à área técnica, na noite de ontem (18), e o chamaram de mercenário. Foi apenas o quarto jogo em que dirigiu o time, depois do 0 x 0 com o Vasco; 2 x 0 no Londrina, e 0 x 0 com o Operário. Durante o 0 x 0 com o Vila Nova, os torcedores do Sport vaiaram e depois passaram a xingar o técnico.

LISCA TERIA DITO AO SPORT, que sairia após o jogo, para substituir o argentino Fabian Bustos no Santos, a convite de Newton Drumond, novo diretor de futebol do clube da Vila Belmiro. Lisca não quis se pronunciar, mas os que conhecem seu temperamento inconstante sabem o quanto é capaz de mudar de ideia da noite para o dia. Não à toa, o apelido de Lisca doido, que lhe foi dado quando dirigia o Ceará.

Foto: UOL