O Vasco poderia ter ganho do Avaí na noite de ontem (10), no estádio da Ressacada, em Florianópolis, mas voltou a errar muito nas finalizações. Em seu sétimo empate, o time completou oito jogos sem fazer gol e terminou a vigésima quarta rodada em décimo quarto lugar, com 28 pontos e saldo negativo de nove gols (21 x 30).

VASCO – Fernando Miguel, Pikachu, Osvaldo Henriquez, Ricardo e Danilo; Richard, Raul (Andrey, intervalo) e Marcos Júnior; Rossi, Ribamar (Clayton, 39 do segundo tempo) e Talles (Felipe Ferreira, intervalo). Técnico – Vanderlei Luxemburgo. Os próximos jogos serão em São Januário, com Fortaleza e Botafogo. 

CHANCE – A melhor que o Vasco teve foi com a cabeçada de Ribamar na trave aos 17 do segundo tempo. Escalado pela suspensão de Marrony, que também não vive boa fase, Ribamar esteve muito aquém do que se espera de um goleador. Outra decepção foi Talles, apagado e substituído no intervalo por uma torção do tornozelo.

AVAÍ – Vladimir, Yury (Leo, 37 do primeiro tempo), Betão, Ricardo e Igor Fernandes; Richard Franco, Mosquera (Igor Leandro, 30 do segundo tempo) e Douglas; Caio Paulista, Jonathan (Mateus Lucas, 24 do primeiro tempo) e João Paulo. Técnico – Alberto Valentim. Penúltimo com 17 pontos, o Avaí empatou pela oitava vez em seu quarto 0 x 0. O próximo jogo é com o Ceará, domingo (13), em Fortaleza.

DOIS CARTÕES – O vigésimo quinto 0 x 0 do Brasileirão 2019 teve boa arbitragem de Paulo Roberto Alves Júnior, da Federação Paranaense e do quadro nacional da CBF. Ele advertiu com cartão amarelo Talles, aos 41 do primeiro tempo, por falta dura em Betão, e Mosquera, aos 30 do segundo tempo, por falta dura em Richard. R$246.780,00. 7.401 pagantes.

Foto: Correio 24 Horas