O Vasco não fez bom jogo na tarde de ontem (18), em São Januário, mas conseguiu escapar da derrota para o Náutico, líder e único invicto, aos 47 do segundo tempo, com o gol do atacante paulista Morato, depois de sofrer o gol do atacante e capitão Vinícius, desviando de cabeça o escanteio do meia Jean Carlos, aos 33 do primeiro tempo. O Náutico foi bem superior, com mais chances na maior parte do jogo. O goleiro Vanderlei evitou a quinta derrota do Vasco.

CHANCE PERDIDA – O Vasco não mostrou futebol de vencedor e não mereceu entrar no G4, pela primeira vez, após doze rodadas. Quem conseguiu foi o CRB, que no último jogo da rodada, na noite de ontem (18), no estádio Rei Pelé, em Maceió, venceu o Vila Nova por 2 x 1 e subiu seis posições, com 20 pontos, ultrapassando Operário, Vasco e Avaí, com 18 pontos; Sampaio Corrêa, com 19, e tirando o Goiás, também com 20, do quarto lugar, por ter mais uma vitória (6 a 5). 

VASCO EM OITAVO – O Vasco desceu duas posições e terminou a rodada em oitavo, com 18 pontos – 5 vitórias, 3 empates, 4 derrotas, saldo de 1 gol (13 a 12) -, igual ao Operário, nono, com saldo negativo de 5 gols (12 a 17), e ao Avaí, sétimo, com saldo de 3 gols (14 a 11). No G4, Náutico, 26 pontos; Coritiba, com menos um jogo, 24; Guarani, 22, e CRB, 20. O Goiás, com 20, é quinto (menos uma vitória); o Sampaio Corrêa, sexto com 19, e o Avaí, sétimo, com 18 pontos.

PRIMEIRO EMPATE – Depois da estreia ruim, com derrota para o Operário por 2 x 0, o Vasco sofreu a segunda derrota em casa, pelo mesmo placar, para o Avaí, mas conseguiu quatro vitórias: 2 x 0 no CRB; 2 x 1 no Brusque; 1 x 0 no Confiança e no Sampaio Corrêa, e ontem (18), o primeiro empate, sem merecer, no 1 x 1 com o Náutico. Instável, o Vasco não passa confiança porque não mostra evolução a cada jogo, o que o deixa mais distante da esperada volta à Série A.

O MAIS VELHO – Dirigido pelo técnico mais velho da Série B, o mineiro Helio dos Anjos, de 63 anos, ex-goleiro, o Náutico completou 12 jogos – 7 vitórias, 5 empates – sem derrota, superando os 11 jogos de invencibilidade do Corinthians, campeão da Série B em 2008. O Vasco é o grande com mais rebaixamentos, junto com Avaí, Coritiba e Vitória, nas edições dos pontos corridos, ao cair para a Série B em 2008, 2012, 2015 e 2020.

CANO APAGADO – Com 13 gols em 24 jogos na temporada, German Cano teve atuação apagada, bem diferente do artilheiro de 37 gols em 75 jogos, que pretende não só renovar o contrato, mas encerrar a carreira como segundo estrangeiro com mais gols na história do Vasco. O único irritado ao ser substituído foi Gabriel Pec, capaz de aumentar a fortuna de qualquer agente que conseguir negociá-lo, comprado pelo que joga e vendido pelo que pensa que joga. 

BOTAFOGO – Entrando na segunda semana sem técnico, depois de demitir Marcelo Chamusca e de não conseguir outro que queira assumir, o Botafogo terminou a décima segunda rodada em décimo terceiro lugar, com 13 pontos, 3 vitórias, 4 empates, 4 derrotas, zerado no saldo de gols (16 a 16), e com menos um jogo, em casa, com o CSA, adiado da sexta rodada. O time voltou a expor fragilidade, ao levar a virada (2 x 1) do Brusque, no último sábado (17), em Santa Catarina.

Foto: Lance!