Bem-sucedido nos programas de sócio-torcedor, o Vasco está finalizando o lançamento de outro projeto – Sou Gestor Gigante -, que pode ajudar o clube a resolver, em prazo mais curto, os problemas provocados pela pandemia do coronavírus. Hoje, dia 6 de maio, o Vasco ainda não conseguiu efetuar um só pagamento neste ano de 2020.

SEM RECEIO – A vice-presidência de finanças do Vasco, apesar de todos os problemas, diz não ter receio de que os jogadores entrem com ação na justiça. Já houve reuniões com o grupo de profissionais e todos disseram compreender o empenho do clube para resolver o quanto antes a quitação dos salários em atraso. 

VENDAS – O Vasco reconhece ser impossível evitar a venda de jogador, citando os casos do volante Andrey e dos atacantes Talles Magno e Marrony. Tanto o presidente quanto os vice-presidentes de futebol e de finanças admitem que o clube não resistiria à primeira boa proposta. Todos os clubes passam por dificuldade e a venda não pode ser evitada, dizem.

CONTRATOS – O presidente tem feito reuniões com seus vice-presidentes, colocando em análise todos os pontos que mexem, não só com o futebol, mas a vida por inteiro do clube. A volta do vice de futebol José Luiz Moreira é vista como possível mudança no equilíbrio da situação. Ele tem usado o prestígio de empresário bem-sucedido para captar recursos.

Imagem: Gandula FC