Escolha uma Página

COM OS GOLS do zagueiro Leo, aos 7, e do atacante Rayan, aos 26 minutos do 2º tempo, o Vasco venceu o Madureira por 2 x 0, na noite chuvosa de ontem (25), em São Januário, e assumiu a liderança do Campeonato Carioca pelo saldo de gols, com mais dois (4 a 2) que o vice-líder Nova Iguaçu e o Fluminense, 3º, ambos também invictos, com sete pontos, duas vitórias e um empate.

O VASCO SÓ MELHOROU na volta do intervalo, com a entrada de Payet no lugar de De Lucca. O meia francês deu assistência de calcanhar para o gol de Rayan; para Erick Marcus, que perdeu livre na pequena área (Payet abriu os braços lamentando), e quase fez o 3º gol, da entrada da área, com chute rasteiro no canto esquerdo, bem defendido pelo goleiro Mota.

VEGETTI, PITON E MEDEL foram poupados. O técnico argentino Ramon Diaz utilizou as cinco substituições: Leo Jardim, Paulo Henrique, Maicon, Leo (cap) e Julião; Zé Gabriel (Jair), De Lucca (Payet) e Praxedes (Paulinho); Rossi (David), Rayan e Serginho (Erick Marcus). O jogo da 4ª rodada com o Bangu, domingo (28), será na Arena Mané Garrincha, em Brasilia.

O VASCO INFORMOU que foram vendidos 15.200 ingressos para o jogo da noite de ontem (25), mas o público presente registrado foi de 13.848. R$388.760,00. O clube anunciou a venda do volante Marlon Gomes, de 20 anos, por 12 milhões de euros ao Shakhtar, e o jogador viajará para a Ucrânia, após o pré-Olímpico na Venezuela. O Nova Iguaçu, clube formador de Marlon Gomes, vai receber 15% da venda.

MARLON GOMES pediu algumas vezes ao clube para ser negociado, e com o dinheiro de sua venda, o Vasco espera comprar do Newell’s Old Boys o volante Juan Sforza, de 21 anos, capitão da seleção argentina que também está no pré-Olímpico. O Vasco está acertando a compra de Juan Sforza por cinco milhões de dólares (R$24 milhões).

O VASCO FOI OPORTUNO na sugestão à CBF para homenagear Roberto Dinamite, maior artilheiro do Campeonato Brasileiro, com 190 gols em 328 jogos, entre 1971 e 1992. Em 1 de agosto de 2024 faz 50 anos do primeiro título de campeão brasileiro do Vasco, em que Roberto Dinamite foi o artilheiro com 16 gols. Ele ganhou 28 dos 47 jogos pela seleção, marcou 25 gols e disputou as Copas do Mundo de 1978 e 1982. Com a camisa do Vasco, 708 gols em 1.100 jogos.

GOSTARIA TAMBÉM de renovar a sugestão para que a CBF crie a Medalha do Mérito Zagallo para premiar o técnico campeão brasileiro de 2024, homenageando o mais vitorioso da história da seleção, único campeão do mundo como jogador (58-62, titular em todos os jogos) e técnico (70), e o primeiro a dirigir a seleção em três Copas ( campeão em 70; 4º lugar em 74 e vice-campeão em 98).

Fotos: André Durão e Leandro Amorim/Vasco