Escolha uma Página

DEPOIS DE DEZESSETE RODADAS, o Vasco saiu do rebaixamento ao vencer o América Mineiro por 1 x 0, na noite de hoje (25), em jogo atrasado da 15ª rodada, em que contou com o apoio de sete mil torcedores na Arena Independência, em Belo Horizonte. O gol foi do volante gaúcho Jair, aos 47 minutos do 2º tempo, desviando de calcanhar, no ângulo esquerdo, a falta de Juninho em Gabriel Pec, bem batida de pé direito, do lado esquerdo da área pelo meia Paulinho.

NA SEGUNDA VITÓRIA COMO VISITANTE, o Vasco subiu do 18º ao 15º lugar, com 26 pontos e 7 vitórias, ultrapassando Santos, seu próximo adversário, domingo (1), na Vila Belmiro, que caiu de 17º para 18º com 24 pontos e 6 vitórias; Bahia, que caiu de 16º para 17º com 25 pontos e 6 vitórias, e Goiás, que caiu de 15º para 16º com 26 pontos, igual ao Vasco, 15º por ter mais uma vitória (7 a 6). O Vasco só havia vencido como visitante na estreia, 2 x 1 no Atlético Mineiro, no já distante sábado, 15 de abril, no Mineirão.

FOI O SEGUNDO GOL DA VITÓRIA marcado pelo volante Jair, ao converter o pênalti no 1 x 0 no Cuiabá, na 2ª feira, 26 de junho, quando o Vasco voltou a vencer, depois de dez rodadas, no estádio Luso-Brasileiro, na Ilha do Governador. Formado no Internacional, quatro vezes campeão gaúcho, Jair Rodrigues Filho, de 29 anos, está no Vasco desde janeiro, após ser tricampeão mineiro (2020-21-22), campeão brasileiro e da Copa do Brasil (2021) no Atlético.

DIFERENTE DO TIME QUE marcou nove gols nos dois jogos anteriores – 4 x 2 no Fluminense e 5 x 1 no Coritiba -, o Vasco só melhorou na volta do intervalo, depois de nenhum chute na direção do gol no 1º tempo. O América foi melhor e o Vasco só escapou de sair para o descanso com derrota, graças ao goleiro Leo Jardim, com pelo menos três boas defesas. O América teve o dobro de chutes em gol (8 a 4), em jogo em que o Vasco fez só mais uma falta que o América (16 a 15).

O ÁRBITRO catarinense Ramon Abatti Abel teve atuação segura, com quatro advertências com cartão amarelo (Piton e Serginho, do Vasco) e duas expulsões acertadas: a do zagueiro gaúcho Iago Maidana, aos 50 minutos do 1º tempo, por uma cotovelada no atacante argentino Pablo Vegetti, e a do meia Felipe Azevedo, nos acréscimos do 2º tempo, quando se levantou do banco de reservas para reclamar.

AMÉRICA 0 x 1 VASCO completou a 15ª rodada, a do jogo com mais gols do Campeonato Brasileiro de 2023 – Corinthians 4 x 4 Grêmio – e a que mais registrou empates sem gol: Fluminense 0 x 0 Flamengo, Cruzeiro 0 x 0 Coritiba, Internacional 0 x 0 Palmeiras e Goiás 0 x 0 Atlético Mineiro. O Vasco foi o segundo visitante a vencer na 15ª rodada, depois de Cuiabá 1 x 0 Fortaleza.

O TIME QUE LIVROU O VASCO DO REBAIXAMENTO: Leo Jardim, Puma (Marlon Gomes, 30 do 2º tempo), Medel, Leo (c) e Piton; Zé Gabriel (Jair, 15 do 2º tempo), Praxedes (Sebastião Ferreira, intervalo) e Paulinho; Rossi (Serginho, 15 do 2º tempo), Pablo Vegetti e Dimitri Payet (Gabriel Pec, intervalo). O Vasco venceu o terceiro jogo consecutivo pela primeira vez no atual campeonato e o técnico argentino Ramon Diaz disse que “agora livre da pressão, o time renderá mais”.

FOI O 17º CONFRONTO das equipes, com nove vitórias do Vasco, três do América Mineiro e cinco empates. A vantagem do Vasco também é acentuada nos jogos do Campeonato Brasileiro, com oito vitórias, três do América Mineiro e quatro empates. Foi o oitavo jogo em Belo Horizonte, agora com duas vitórias de cada time e quatro empates. A maior vitória do Vasco sobre o América, em Belo Horizonte, foi por 3 x 2 em 1976.

Fotos: Leandro Amorim / Vasco