Com o 0 x 0 da noite de ontem (4), no Estádio Olímpico da Universidade Central da Venezuela, o Vasco eliminou o Caracas FC, líder invicto do Grupo A do campeonato nacional, e seu próximo adversário no mata-mata das oitavas de final da Copa Sul-Americana, será o Defensa y Justicia, sexto colocado dos 24 times do Campeonato Argentino, com 36 pontos em 23 jogos – 10 vitórias, 6 empates, 7 derrotas, saldo de 8 gols (26 a 18) -, e o primeiro jogo, na Argentina, na última semana de novembro.

PROVÍNCIA – O Vasco jogará no estádio Norberto Tomaghello, em Florencio Varela, uma das 23 províncias argentinas, a 27 km da capital Buenos Aires. O Club Social y Deportivo Defensa y Justicia, de 85 anos, fundado em 20 de março de 1935, com o nome de O Clube do Carro Velho porque ao lado do campo de treino havia uma carcaça abandonada, utilizada como vestiário. Na troca de ideias para mudar o nome, a sugestão Defesa e Justiça, traduzida em português, foi aprovada pela maioria.

A FIGURA – Não há estrelas no time, que usa meias e calções verdes e camisa amarela como primeiro uniforme. A figura é o técnico, Hernan Crespo, de 45 anos, nono maior goleador argentino de todos os tempos, que saiu do River para a Itália em 96. É o maior artilheiro da história de 107 anos do Parma (27/7/1913), com 84 gols em 174 jogos. Na Lazio de Roma, 76 jogos/50 gols; na Inter de Milão, 30 jogos/16 gols; no Milan, 28 jogos/16 gols, e no Chelsea, de Londres, 73 jogos/25 gols.

DE TOQUE – O técnico diz que procura atualizar os métodos do futebol com o que aprendeu em campo e com os técnicos que o orientaram: “Mesmo que as individualidades não possam nem devam perder o brilho, o futebol é decidido pelo conjunto” – diz Hernan Crespo, que iniciou como treinador dos juniores do Parma, em 2014-15, e depois do Modena. Ao voltar à Argentina, assumiu o Banfield, mas aceitou o convite do Defensa y Justicia porque o clube tem um grande projeto de expansão.

UM ALÍVIO – De acordo com a tabela progressiva da Confederação Sul-Americana de Futebol, que atende pela sigla horrorosa de Conmebol, a próxima fase da Copa Sul-Americana renderá ao clube que passar às quartas de final, 600 mil dólares, o equivalente ao câmbio atual a R$3.800 mil. Por ter se classificado às oitavas de final, o Vasco vai receber 500 mil dólares, um alívio na respiração financeira do clube0

 BOM LEMBRAR – O primeiro jogo oficial do Defensa y Justicia, fora da Argentina, foi em 11 de julho de 2017, no estádio do Morumbi, onde eliminou o São Paulo da Copa Sul-Americana com o empate (1 x 1), pela vantagem do gol fora de casa, após o 0 x 0 na Argentina. O São Paulo ficou três semanas em treinamento para o jogo e saiu muito vaiado, depois de atuação decepcionante. O time era dirigido pelo Rogerio Ceni, e o Defensa y Justicia pelo técnico argentino Sebastian Beccacece. O bem modesto adversário do Vasco, só tem dois títulos de campeão argentino, os da Série D, em 1982, e da Série C, em 1985.

Foto: Vasco Notícias