EM SEU PRIMEIRO JOGO com o time titular no Campeonato Carioca de 2023, o Vasco inaugura o vestiário Roberto Dinamite, que os visitantes ocuparão a partir de hoje (25), no estádio Luso-Brasileiro, na Ilha do Governador. É a homenagem da Associação Atlética Portuguesa ao maior ídolo e artilheiro da história do Vasco. 

A FOTO DE RONALD THEOBALD, vencedor do Prêmio Esso, o mais importante dos anos 60/70 do jornalismo brasileiro, será colocada no vestiário. Foi feita no domingo, 15 de maio de 1977, quando Roberto Dinamite, que havia marcado o 1º gol da vitória por 3 x 1, voltava para o 2º tempo, e todos os torcedores queriam tocá-lo.

“ALGO MÁGICO, PARECIA CENA BÍBLICA” – disse o fotógrafo do Jornal do Brasil, que revelou ter ficado deitado no chão para conseguir, com vários cliques, a foto premiada. Ronald Theobald confessou tempos depois ao próprio Roberto Dinamite: “Eu não queria acreditar no que estava vendo. Foi melhor momento profissional”.

DEPOIS DA PRÉ-TEMPORADA de nove dias nos Estados Unidos, onde perdeu para o River por 3 x 0 e venceu o Inter Miami por igual placar, o time titular tenta a primeira vitória do Vasco no Carioca. Os reservas empataram com o Madureira (0 x 0), em São Januário, e com o Audax (1 x 1), no estádio Luso-Brasileiro.

O VASCO É APENAS 9º entre os 12 da Taça Guanabara, com 2 pontos e sem saldo de gol (1 a 1). A Portuguesa está em 8º, com 3 pontos da única vitória sobre o Boavista (1 x 0), após perder para o Bangu (1 x 0) e de ser goleada pelo Flamengo (4 x 1), o que a deixa com saldo negativo de três gols (2 a 5).

O VASCO ANTECIPA que a lotação do Luso-Brasileiro está esgotada para o jogo da noite de hoje (25) com a Portuguesa, mas o clube mandante não informa sobre a capacidade real do estádio, inaugurado no sábado, 2 de outubro de 1965. O Vasco venceu a Portuguesa por 2 x 0, gols do atacante Zezinho. O 1º foi gol olímpico.

O ESTÁDIO DA ILHA do Governador tem história. Antes do futebol, foi utilizado nas provas de turfe do Jóquei Clube da Guanabara, e em jogos do futebol americano. Foi administrado em 2015 pela Petrobras; em 2016 pelo Botafogo, e em 2017 e 2018 pelo Flamengo, quando passou a ser chamado de Ilha do Urubu.

O PRIMEIRO GOL DE GOLEIRO da história do futebol mundial foi marcado no estádio Luso-Brasileiro, e eu fiz a cobertura do jogo, Flamengo 2 x 0 Madureira, sábado, 19 de setembro de 1970, última rodada do Campeonato Carioca, Vasco campeão por antecipação. O gol foi do goleiro Ubirajara Alcântara, aos 30 minutos do 2º tempo. O 1º gol foi de Zanata, de pênalti, bem marcado pelo árbitro José Mário Vinhas.

UBIRAJARA ALCÂNTARA, então aos 24 anos, chutou da entrada da própria área, a bola quicou duas vezes no campo adversário e encobriu o goleiro Paulo Roberto, que estava adiantado. Ubirajara entrou no Guiness, o livro dos recordes. No ano seguinte, o júri da Discoteca do Chacrinha o elegeu O Negro Mais Bonito do Brasil, e ele ganhou um Ford Corcel, 0 km, um dos carros da moda de 1971.

Foto: RONALD THEOBALD