O VASCO É O TIME DA VIRADA! No único jogo em que saiu em desvantagem, o time da maior goleada da Copa São Paulo de 2022, ganhou de virada do SKA Brasil por 2 x 1, na noite desta 3ª feira (11), no estádio municipal de Santana de Parnaíba, a 42 km da capital paulista, e terminou a fase de grupos em 1º lugar, com 100% de aproveitamento, no Grupo 24. Figueiredo, autor do gol da vitória, aos 46 do 2º tempo, é o artilheiro da Copinha com seis gols em três jogos.

O ÚNICO ARTILHEIRO E CAMPEÃO DA COPINHA pelo Vasco foi o carioca Valdir, com 8 gols em 5 jogos, em 1992, ano da grande arrancada para o tricampeonato carioca no Maracanã, em que fez 4 gols em 16 jogos; em 93, marcou 19 gols em 24 jogos, e em 94, 9 gols em 18 jogos. Valdir, hoje aos 49 anos, ganhou o apelido de bigode e foi bicampeão carioca como assistente-técnico de Doriva em 2015 e de Jorginho em 2016.

O CEARENSE MARIO JARDEL foi o segundo artilheiro do Vasco na Copinha com 8 gols em 1993, e depois o maior artilheiro da Europa, em 1999 no Porto, e em 2002 no Sporting, quando também ganhou duas Chuteiras de Ouro. Jardel saiu do Brasil tricampeão carioca 92-93-94 no Vasco e artilheiro e campeão da Libertadores 95 no Grêmio. No Porto, tricampeão português 96-97, 97-98 e 98-99, e no Sporting em 2001-02.

O VASCO PERMANECE EM Santana de Parnaíba e jogará 5ª feira (13) com o Joinvile, de Santa Catarina, 2º do Grupo 23. O primeiro tempo do Vasco no jogo com o SKA Brasil não foi bom, mas na volta do intervalo o técnico Igor Guerra colocou em campo Julião, Vinícius, Erick Pimentel e o artilheiro Figueiredo, que deram mais consistência e o time reagiu. Com excelente impulsão, Marlon Gomes empatou de cabeça aos 26 e Figueiredo fez o gol da virada aos 46 minutos.

PABLO, Saulo (Rayan), Vitão, Zé Vítor (Erick Pimentel) e Leandrinho (Julião); Rodrygo, Andrei e Marlon Gomes; Erick Marcus (Marcos Dias), Juan (Vinícius) e Tavares (Figueiredo) – o Vasco da virada, após sofrer o gol de Gabryel, do SKA Brasil, aos 37 minutos do primeiro tempo. O Igor Guerra foi correto em não alterar o meio-campo, com Rodrygo, Andrei e Marlon Gomes, um dos pontos altos da equipe, como já acontecera nos dois jogos anteriores.

AINDA SOBRE ARTILHEIRO DA COPINHA, o mais recente do Vasco foi Vítor, com 7 gols em 4 jogos, em 1997, quando dividiu o prêmio de principal goleador do torneio com Irani, do Sport Club Recife. Agora em 2022, Figueiredo, já com seis gols em três jogos, pode entrar para a história como artilheiro do maior torneio de juniores do futebol brasileiro. Vai depender de o Vasco seguir vencendo nesta fase eliminatória de mata-mata em que quem perder volta pra casa.

Foto: Papo na Colina