Com 1 x 0 no Vila Nova, gol do atacante Leo Jabá, paulistano de 23 anos, emprestado pelo PAOK, da Grécia, na noite de ontem (10), em São Januário, o Vasco subiu cinco posições e entrou pela primeira vez no G4. Igual ao CRB em pontos (28) e em vitórias (8), o Vasco tem vantagem no saldo de gols (4 a 3), com 21 a favor e 17 contra, e o CRB com 24 a favor  e 21 contra. Se empatar amanhã (12), em casa, com o Brusque, o CRB volta ao G4, e o Vasco voltaria ao quinto lugar.

SEXTA EM CASA – Ainda que não tenha feito boa apresentação e até levado sufoco, o Vasco mereceu a sexta vitória em casa, terceira por 1 x 0, impondo ao Vila Nova a quarta derrota em oito jogos como visitante. O goleiro Vanderlei, paranaense de 37 anos, manteve a regularidade de boas atuações, e o goleiro paulista Georgemy, de 23 anos, apareceu um pouco mais, e não teve culpa no gol que sofreu já nos acréscimos do primeiro tempo.

EMPATE AJUDOU – Para entrar pela primeira vez no G4 com 28 pontos, o Vasco teve o benefício do 1 x 1 do Goiás, do seu ex-técnico Marcelo Cabo, com o Remo, no estádio da Serrinha, em Goiânia, e com a derrota do Avaí, em casa, para o Guarani por 1 x 0, gol de Allanzinho aos 50 minutos do segundo tempo. Com 28 pontos e 7 vitórias, o Goiás é sexto, e o Avaí, com 27 pontos e 7 vitórias, é sétimo. Os resultados também foram bons para o Botafogo, nono com 25 pontos e 7 vitórias, que joga amanhã (12), fora de casa, com o Brusque, décimo com 24.

DÉCIMO CARTÃO – O atacante Cano cumpriu suspensão e reaparece sexta (13), em Belém, no jogo com o Remo, em que o Vasco não terá o lateral Leo Matos, seu jogador mais advertido com cartão amarelo. Por falta dura no lateral Formiga, aos 31 do primeiro tempo, ele estará suspenso, após o terceiro amarelo consecutivo. O Vila Nova teve sete advertidos com cartão amarelo, e os outros do Vasco foram Rômulo, Castan e Marquinhos Gabriel.

ÁRBITROS DE SEGUNDA – Felipe Fernandes de Lima, de 34 anos, árbitro da Federação Mineira, desde agosto de 2017 na CBF, não gostou da reclamação do lateral Zeca, após marcar uma falta, e desabafou: “Os jogadores da Série B estão acostumados com árbitros da Série B”. O árbitro arrematou a frase com uma pergunta: “Dar explicação pra jogador? Eu só dou explicação pra minha esposa”. 

VANDERLEI, Leo Matos, Miranda, Castan (Ernando) e Zeca; Rômulo, Juninho (Andrey) e Sarrafiore (MT); Leo Jabá, Figueiredo e Marquinhos Gabriel (Matias Galarza) – o Vasco, do técnico Lisca, que espera o resultado da avaliação médica para saber se terá o zagueiro Castan no próximo jogo. Castan sentiu dores na coxa direita, aos 44 do primeiro tempo, e pediu para ser substituído.

Foto: Perfil Brasil