A atuação de Rafael Traci, árbitro da Federação de Santa Catarina, foi muito confusa no jogo da noite de ontem (6), em São Januário, e influiu no resultado. O Vasco perdeu (2 x 1) para o Palmeiras, em lance de falta clara de Luiz Adriano, que marcou o segundo gol aos 32 do segundo tempo. A expulsão do zagueiro Castan, do Vasco, foi acertada.

MUITO MAL – Esperava-se desempenho mais firme do Vasco, mas o time falhou muito na marcação e não teve como evitar o quarto jogo sem vitória, o que lhe valeu perder uma posição, terminando a rodada em décimo segundo, com 39 pontos, igual ao Atlético Mineiro, mas com menos uma vitória (10 a 11).

SETE MINUTOS – O Palmeiras começou bem e fez 1 x 0 logo aos 12, com o primeiro gol do ano do meia Lucas Lima, livre diante do goleiro. O Vasco empatou aos 19, em lance infeliz do lateral Mayke, em gol contra, após cruzamento de Pikachu. Os times criaram outras chances, que foram maiores do Palmeiras, mas saíram para o intervalo com o empate.

INSEGURO – O lance do gol da vitória do Palmeiras, aos 32 do segundo tempo, expôs toda a insegurança do árbitro, que validou, invalidou e só depois de recorrer ao VAR, o que deveria ter feito antes, confirmou o gol de Luiz Adriano, sétimo dele em doze jogos. A decisão deixou a maioria dos jogadores, sobretudo os do Vasco, ainda mais tensos.

11 CARTÕES – O árbitro advertiu com cartão amarelo seis jogadores do Vasco: Henriquez, Danilo, Felipe Bastos, Bruno Cesar, Rossi e Marrony, único suspenso do próximo jogo com o CSA, domingo (10), em Maceió. O zagueiro Castan foi expulso aos 41 do segundo tempo, reincidente em reclamação. Advertidos do Palmeiras, Lucas Lima, Deyverson, Zé Rafael e Mateus Fernandes. Em noite chuvosa, R$296.386,00. 8.249 pagantes.

VASCO – Fernando Miguel, Pikachu, Henriquez, Castan e Danilo; Raul (Clayton, 32 do segundo tempo), Felipe Bastos e Freddy Guarin; Bruno Cesar (Tiago Reis, 16 do segundo tempo), Rossi e Marrony (Felipe Ferreira, 32 do segundo tempo). Técnico – Vanderlei Luxemburgo.

PALMEIRAS – Fernando Prass, Mayke, Luan, Gustavo Gomez e Victor Luis; Tiago Santos, Mateus Fernandes e Lucas Lima (Raphael Veiga, 23 do segundo tempo); Zé Rafael, Deyverson (Luiz Adriano, intervalo) e Willian (Dudu, 15 do segundo tempo). O técnico Mano Menezes poupou alguns titulares para o clássico de domingo (10) com o Corinthians, no Allianz Parque.

COM 19 VITÓRIAS, o Palmeiras manteve o segundo lugar com 66 pontos, obrigando o Flamengo, com 71, a vencer o Botafogo, hoje (7), no estádio Nilton Santos, para voltar aos oito pontos de diferença.

Foto: Marcelo Regua