O VASCO PERDEU A CHANCE de reduzir a cinco pontos a diferença do líder Cruzeiro, no 0 x 0 com a Chapecoense, neste último domingo (31) de julho, em São Januário, e pode cair duas posições, terminando a 22ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B em 4º lugar, se Bahia e Grêmio vencerem seus próximos jogos.

O VASCO, VICE-LÍDER, TEM 39 PONTOS, 10 vitórias, saldo de 11 gols (23 a 12). O Bahia, 3º, 37 pontos, 11 vitórias, saldo de 13 gols (24 a 11). O Grêmio, 3º, 37 pontos, 9 vitórias, saldo de 14 gols (21 a 7), também pode ultrapassar o Vasco, se vencer o Guarani, 18º, 19 pontos, na próxima 6ª feira (5), em Campinas.

VASCO E CHAPECOENSE repetiram neste domingo (31) o 0 x 0 do turno na Arena Chapecó, e o resultado se ajustou bem ao pouco que produziram. O Vasco manteve a invencibilidade como mandante em 12 jogos, com 7 vitórias, todas sem sofrer gol, mas não saiu do 0 x 0 em três jogos, com Grêmio, Sport e Chapecoense.

O ATACANTE ALEX TEIXEIRA, de 32 anos, reapareceu em São Januário depois de 12 anos na Europa, sem bom desempenho. Ele substituiu Figueiredo aos 15 minutos do 2º tempo, quando também Eguinaldo entrou no lugar de Raniel, sem também nada acrescentar. Vasco e Chapecoense não tiveram poderio ofensivo para decidir.

O VASCO SERÁ VISITANTE na próxima rodada com a Ponte Preta em ascensão – 13º com 25 pontos -, e não poderá levar Yuri, Palacios e Nenê, suspensos, ao jogo do dia 9, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. A expulsão de Nenê, aos 42 do 2º tempo, por insistência em reclamação, após o cartão amarelo, foi correta.

O ÁRBITRO PAULISTA Douglas Flores também acertou em não marcar pênalti em  Eguinaldo, na disputa com o zagueiro Leo, e foi correto na aplicação dos nove cartões amarelos, em Vitor Ramos, Mateus Bianqui, Fernando e Luizinho, da Chapecoense, e Anderson, Yuri, Palacios, Nenê e o técnico Emilio Faro.

TIAGO RODRIGUES, Gabriel Dias (Leo Matos), Quintero, Anderson e Edimar; Yuri (Marlon), Andrey e Nenê; Gabriel Pec (Palacios), Raniel (Eguinaldo) e Figueiredo (Alex Teixeira), o Vasco do 15º jogo de 2022 em São Januário, com 10 vitórias e o 5º empate, 3º 0 x 0.  R$541.064,00. 19.401 pagantes. 

APÓS VASCO 0 x 0 CHAPECOENSE, 211 JOGOS, 386 GOLS, média 1.82 por jogo. Cruzeiro e Sampaio Corrêa têm os ataques mais positivos (25); Bahia (24), Vasco (23), Tombense (22). Grêmio, defesa menos vazada (7); Cruzeiro (10), Bahia (11), Vasco (12). Artilheiros: Poveda (Sampaio Corrêa), 11; Diego Souza (Grêmio), 10; Lucca (Ponte Preta), 9.

Foto: UOL