Em noite de atuação destacada do meia Felipe Bastos, autor dos dois gols, o Vasco foi o primeiro do Rio a vencer (2 x 0) no Campeonato Brasileiro de 2020, impondo-se com categoria ao Sport, que havia estreado com vitória (3 x 2), em Recife, sobre o Ceará, campeão da Copa do Nordeste. O Vasco ganhou ainda mais motivação para o jogo de domingo (16), em São Januário, com o São Paulo, que na noite de ontem (13) também estreou com vitória (1 x 0) sobre o Fortaleza, campeão cearense.

23 MINUTOS – Os dois gols da estreia vitoriosa do Vasco foram marcados em 23 minutos. O primeiro aos 9, com Felipe Bastos completando jogada de Martin Benitez, e o segundo aos 32, em primorosa cobrança de falta, com a bola ainda tocando na trave. Três minutos antes, em outro chute de fora da área, Felipe Bastos acertou a trave. Formado na base do Botafogo e do PSV, o carioca Felipe Bastos, de 30 anos (1/2/1990), foi campeão português em 2008-09 no Benfica e jogou também no suíço Servette.

ORIENTAÇÃO – Felipe Bastos ressaltou que os chutes de meia distância fazem parte da orientação do técnico Ramon Menezes, que estreou com vitória na Série A. Bom dizer: Felipe Bastos foi emprestado ao Corinthians e ganhou os títulos paulista e brasileiro de 2017. No Vasco, marcou 16 gols em 141 jogos, e foi campeão da Copa do Brasil 2011 e da Taça Guanabara 2019. Na opinião dele, “o Vasco tem tudo para fazer uma grande campanha e disputar o título de 2020. A equipe é boa e está muito unida”.

MARTIN BENITEZ foi outro nome de destaque na estreia vitoriosa do time. Aos 26 anos, depois de 198 jogos e 30 gols, entre 2011 e 2020, foi emprestado pelo Club Atlético Independiente, maior campeão da Libertadores com sete títulos, com o Vasco podendo exercer o direito de compra de 60% dos direitos econômicos, em dezembro, por quatro milhões de dólares. Benitez foi um dos destaques do time campeão da Copa Sul-Americana de 2017.

VASCO – Fernando Miguel, Pikachu (Caio Tenório), Ricardo, Castan e Henrique; Felipe Bastos (Bruno Gomes), Andrey e Benitez (Parede); Gabriel Pec (Lucas Santos), German Cano e Talles Magno (Marcos Jr). O técnico Ramon Menezes, de 48 anos (30/6/72), foi um dos mais meias mais brilhantes do Vasco, marcando 61 gols em 176 jogos, em três passagens pelo clube. Ele só mostra otimista com o progresso do time, que deverá repetir para o jogo de domingo (16) com o São Paulo.

EXPULSÃO – Alertado pelo VAR, o árbitro Rodolpho Toski Marques expulsou aos 50 do segundo tempo o atacante Ronaldo Silva, do Sport, que deu uma cotovelada no meia Bruno Gomes. O primeiro cartão amarelo, logo aos cinco minutos, foi para Gabriel Pec, do Vasco, por travar um ataque do Sport, e o segundo para o volante Willian Farias, aos 28, por falta dura em Gabriel Pec. Foi observado um minuto de silêncio em respeito aos 104 mil brasileiros mortos até ontem (13) pela Covid-19.

Fotos: Futebol de Interior, Mais que um Jogo, Imirante, Super Rádio Tupi, Esporte R7, Gazeta Esportiva e UOL Esporte.