Embora o presidente Alexandre Campelo e o vice-presidente de futebol José Luis Moreira se mantenham contrários à mudança, o Vasco está pronto para trocar de técnico e anunciar, a qualquer momento, que o carioca José Roberto Mannarino volta ao clube para substituir o português Ricardo Sá Pinto, que não consegue melhorar o rendimento do time. Com ele no comando, o Vasco só conseguiu ganhar do Sport e do Caracas, o que aumenta a revolta dos torcedores pedindo sua demissão.

PRESSÃO – O presidente Jorge Salgado, que assume em janeiro, reuniu-se ontem (28) com Alexandre Campelo, compartilhando o desejo da maioria dos torcedores. No entender dele, o clube precisa dar uma grande guinada no restante da campanha, a fim de que o Vasco permaneça em 2021 entre os que compõem a elite do futebol brasileiro. O nome da preferência em São Januário é o de Zé Roberto, carioca de Vila Isabel, que conhece o Vasco desde os anos 90, quando dirigiu a equipe de futsal.

CAMPEÃO – Zé Roberto foi dois anos consecutivos campeão carioca, em 2017 no Flamengo, que dirigiu em 90 jogos – 48 vitórias, 25 empates e 17 derrotas, em 2016-17 -, e em 2018 no Vasco, eleito melhor técnico do campeonato, com 22 vitórias, 13 empates, 15 derrotas, em 2017-18, quando a equipe ganhou o melhor padrão de jogo apresentado nos últimos tempos. Depois ele dirigiu Botafogo e Fortaleza, e está sem clube desde outubro de 2019, quando saiu do Internacional.

BOM LEMBRAR – Depois de vencer (1 x 0) o Grêmio, em sua estreia, em 9 de setembro de 2017, em São Januário, o Vasco perdeu o segundo jogo na Arena Corinthians por 1 x 0, com gol irregular de Jô, e a seguir iniciou a segunda maior série invicta do time, em 11 jogos, desde que o Campeonato Brasileiro passou a ser por pontos corridos em 2003. E mais: no final de 2017, Zé Roberto reconduziu o Vasco de volta à Libertadores, o que não acontecia desde 2012.

O QUE FALTA – Décimo sétimo com 28 pontos em 26 jogos – 7 vitórias, 7 empates, 12 derrotas, saldo negativo de 13 gols (26 a 39) -, o Vasco volta a jogar dia 7 de janeiro com o Atlético Goianiense e os outros jogos como visitante serão com Bragantino, Palmeiras, Flamengo, com o mando, no Maracanã, Fortaleza e Corinthians. Em São Januário, com Botafogo, Coritiba, Atlético Mineiro, Bahia, Internacional e Goiás, na última rodada, domingo, 24 de fevereiro.

OTIMISMO – O clima é de muito otimismo em São Januário para a temporada 2021, com a previsão de superávit em torno de R$140 milhões, depois que o Conselho Deliberativo do Vasco aprovou, na noite de ontem (28), o orçamento do próximo ano. Os conselheiros acreditam que a receita do clube ficará entre R$250 milhões e R$300 milhões. Os vascaínos estão mobilizados para uma grande virada na colina histórica, no ano ímpar dos 123 anos de fundação do clube.

Foto: Marlon Costa / Pernambuco Press