Escolha uma Página

COM UMA FESTA MARAVILHOSA, no tão esperado reencontro com a torcida em São Januário, depois de três meses, o Vasco está a uma vitória de sair do rebaixamento, após golear o Coritiba por 5 x 1, na noite desta 5ª feira (21), diante de mais de 20 mil torcedores, sempre e cada vez mais apaixonados pelo Gigante da Colina. Com domínio absoluto do início ao fim, o Vasco já saiu para o intervalo com 2 x 0, após abrir o placar logo aos oito minutos.

O VOLANTE ZÉ GABRIEL, sergipano de 24 anos, completou de cabeça o cruzamento do meia-atacante paraense Rossi, de 30 anos, que fez o 2º gol aos 34, após tabelar com o francês Payet. No 2º tempo, o argentino Vegetti marcou o 3º aos 5, com belo voleio, após amortecer no peito o lançamento de Paulinho, e o 4º, de cabeça, aos 18, após cruzamento de Piton. O meia colombiano Gomez fez o gol do Coritiba aos 35, e Gabriel Pec completou os 5 x 1, aos 36, após cruzamento de Marlon Gomes.

FOI O 2º JOGO DO ANO que o Vasco venceu por cinco gols em São Januário, depois de 5 x 0 no Resende, na noite da 5ª feira, 2 de fevereiro, pela 6ª rodada do Carioca, com os dois primeiros gols de Pedro Raul, Piton, Gabriel Pec e Leo, quando era treinado pelo paulistano Mauricio Barbieri. Foi também o segundo 5 x 1 do Brasileiro de 2023, sofrido pelo Coritiba, após goleado pelo Grêmio, na 12ª rodada, no domingo, 25 de junho, na Arena Grêmio.

VASCO 5 x 1 CORITIBA registrou R$993.631,00. 19.511 pagantes. 20.231 presentes em São Januário. O árbitro paulistano da Fifa, Flavio Rodrigues de Souza, de 43 anos, teve atuação correta, e fez cinco advertências com cartão amarelo: Willian, Natanael, Samaris e Kuscevic, e o atacante paraguaio Sebastián Ferreira, emprestado pelo Dinamo Houston, único punido do Vasco. O nível disciplinar acompanhou o nível técnico do jogo, em que o Vasco foi amplamente superior.

O TIME DA GOLEADA de 5 x 1 no Coritiba: Leo Jardim, Puma, Medel, Leo e Piton; Zé Gabriel (Jair), Praxedes (Marlon Gomes) e Paulinho; Rossi (Orellano), Pablo Vegetti (Sebastián Ferreira) e Dimitri Payet (Gabriel Pec). Técnico – Ramon Diaz, que pôde ficar na área técnica, horas depois de ser apenas advertido pelo Tribunal de Justiça Desportiva pela expulsão no jogo com o Bragantino. O técnico ficou feliz por seu primeiro jogo com público em São Januário.

FOI O 10º JOGO DO VASCO como mandante, com a terceira vitória no returno – 1 x 0 no Atlético Mineiro, 4 x 2 no Fluminense, 5 x 1 no Coritiba -, depois de só duas vitórias no turno – 1 x 0 no Cuiabá e no Grêmio -, em que empatou com o Palmeiras (2 x 2, no Maracanã), e sofreu seis derrotas, cinco sem fazer gol, sendo a mais contundente a de 4 x 1 para o Flamengo.

O VASCO DISPUTARÁ mais sete jogos com o mando de campo, com São Paulo, Fortaleza, Internacional, Botafogo, América Mineiro, Corinthians e Bragantino, e será visitante nos jogos com Santos, Flamengo, Goiás, Cuiabá, Cruzeiro, Athletico Paranaense e Grêmio. 18º com 24 pontos, 6 vitórias, 5 empates, 12 derrotas, o Vasco reduziu bem o saldo negativo de gols, de 13 para 9, com 25 gols marcados e 34 gols sofridos.

NO PRÓXIMO JOGO, o Vasco sairá do rebaixamento, se vencer o América Mineiro, 2ª feira (25), na Arena Independência, em Belo Horizonte. Na sequência, o Vasco jogará com o Santos na Vila Belmiro, domingo, 1 de outubro, e no sábado (7), receberá o São Paulo, em São Januário. O Vasco impôs a sétima derrota consecutiva ao Coritiba, 20º com 14 pontos, menos 11 que o Bahia, primeiro fora do rebaixamento.

Fotos: Leandro Amorim / Vasco da Gama