Quando as condições do gramado do estádio Francisco Vieira ainda permitiam, o atacante João Pedro, do Vasco, marcou neste domingo (12) o segundo gol mais rápido da Copa São Paulo sub-20, logo aos 40 segundos, diferença de apenas de seis segundos do gol que o atacante Sandrinho, do São Bernardo, marcou aos 34 segundos.

TEMPORAL – Pouco depois do gol de João Pedro, Vasco e Náutico sofreram com as más condições do gramado, em virtude do temporal que caiu em Itapira, a 173 km da capital paulista e onde nasceu o zagueiro Bellini, capitão do Vasco supersupercampeão carioca de 1958, mesmo ano em que foi o primeiro capitão da seleção brasileira a erguer a Copa de campeão do mundo na Suécia.

BOM SENSO -Era acentuada nos técnicos a preocupação com a sequência do jogo, que poderia causar problema de contusão grave. No entanto, o árbitro Gustavo de Souza, da Federação Paulista, teve o bom senso de não começar o segundo tempoEle chegou a esperar uma hora, mas o temporal não deu tréguaO segundo tempo ficou para esta segunda (13), com Vasco 1 x 0 Náutico.

PROJEÇÃO – Se confirmar a vitória sobre o Náutico no segundo tempo desta segunda-feira (13), o Vasco jogará outra vez com o Itapirense, que neste domingo (12) eliminou o Criciúma, de Santa Catarina, nos pênaltis (4 x 3, depois de 1 x 1 no tempo normal). Há já a projeção de que o vencedor de Vasco (Náutico) x Itapirense jogará com o Palmeiras, que eliminou o Sertãozinho.

GARANTIDOS na próxima fase São Paulo, que goleou 5 x 0 a AA Flamengo, da capital paulista; Cruzeiro, que venceu (1 x 0) o Sport; Avaí, após goleada de 6 x 1 no Trem, de Macapá (Amapá), e Santa Cruz, que venceu (3 x 2) o Operário, do Paraná.

Foto: Lance