A falha do lateral Pikachu, que vacilou ao cometer pênalti bobo aos 42 do segundo tempo, puxando o atacante Robson pela camisa, levou o Vasco à terceira derrota no segundo jogo sem fazer gol e a cair uma posição, terminando a rodada em quinto, com 17 pontos, ao perder (1 x 0) ontem (20) para o Coritiba, que saiu do rebaixamento depois de quatro jogos sem vitória. O goleiro Fernando Miguel defendeu a primeira cobrança de Sabino, mas se adiantou, e Robson converteu a segunda aos 46 minutos.

MUITO RUIM – Não poderia ter sido pior a qualidade do futebol que Coritiba e Vasco apresentaram, sobretudo pela falta de criatividade. O empate sem gol estava se ajustando bem ao rendimento dos times, quando Pikachu cometeu o pênalti, prejudicando o Vasco, que não merecia perder. O assistente Tiago Kosloski, que substituiu o técnico Ramon Menezes, em quarentena, utilizou quatro substituições e nenhuma serviu para melhorar o rendimento do time.

VASCO – Fernando Miguel, Pikachu, Marcelo Alves, Miranda e Neto Borges; Bruno Gomes (Felipe Bastos), Marcos Junior e Bruno Cesar (Ribamar); Catatau (Parede), Cano e Talles (Lucas Santos). A melhor chance foi a de Talles, que acertou a trave esquerda. Com 17 pontos em 10 jogos – 5 vitórias, 3 derrotas, 2 empates, saldo de cinco gols (15 a 10) -, o Vasco joga domingo (27) com o Bragantino, em São Januário, onde antes joga com o Botafogo, quarta (23), decidindo a vaga nas oitavas da Copa do Brasil.

CORITIBA – Wilson, Natanael, Filemon, Sabino e William Mateus; Sales, Hugo (Ramon), Bueno (Tiago Lopes) e Sarrafiore (Yan Sasse); Giovanni Augusto (Gabriel) e Robson. Técnico – Jorginho. Com 11 pontos em 11 jogos, o Coritiba saiu do último lugar e terminou a rodada em décimo sexto, com 3 vitórias, 6 derrotas, 2 empates, saldo devedor de quatro gols (8 a 12). O time só volta a jogar segunda-feira (28), no Maracanã, com o Fluminense.

ARBITRAGEM – Atuação correta de Luiz Flavio Oliveira, de 43 anos, da Federação Paulista e da FIFA, que contou com o auxílio do VAR para confirmar o pênalti de Pikachu em Robson, e também para mandar repetir a cobrança porque o goleiro se adiantou ao defender. O árbitro acertou também na aplicação dos três cartões amarelos, em Sarrafiore, meia argentino de 23 anos, que teve estreia discreta no Coritiba, e em Catatau e Pikachu, pela falta no pênalti, em que puxou Robson pela camisa.

Foto: VascoNotícias