“O futebol está parado, mas o Vasco não”. O vice-presidente José Luis Moreira quer marcar bem sua volta ao futebol do clube, com soluções simples, mas adotadas com a urgência que o tempo pede. Só assim, no entender dele, o técnico Ramon Menezes poderá começar o trabalho com uma equipe mais forte, “capaz de recolocar o Vasco na rota dos títulos”.

PRESTÍGIO – Uma das preocupações do dirigente, ao manter contato com figuras do alto escalão de empresas de prestígio, é mostrar o valor da marca Vasco. Ele acredita que a volta do time ao cenário de vitórias e títulos será decisiva para que os investidores estejam lado a lado com o clube: “O Vasco é uma potência que só precisa ser reativada” – resume o vice.

INTERESSE – O Vasco tem ouvido falar do interesse de clubes espanhóis pelo atacante Talles Magno, de 17 anos, mas ainda não recebeu proposta. Talles foi bem-sucedido na cirurgia do pé, que fraturou em fevereiro, e a recuperação tem sido muito boa. É um jogador com muito potencial a ser desenvolvido e sua venda ajudaria na estabilidade financeira do clube.

OS SÓCIOS – O Vasco também está intensificando a sequência da campanha de sócios, tanto pela renovação quanto por novas adesões. Em todos os níveis, do mais simples ao mais elevado, o projeto ganhou muita aceitação, que aumentou após o clube oferecer inúmeras vantagens. O Vasco sentiu o quanto é, realmente, um clube nacional, de Norte a Sul.

DINAMITE – Em pesquisa do clube, o Vasco apenas confirmou o que já sabia: Roberto Dinamite é o maior ídolo de sócios e torcedores. Com 702 gols em 1.110 jogos, três vezes artilheiro e cinco vezes campeão carioca; campeão e duas vezes artilheiro do Brasileiro, ele ficou à frente de outros notáveis do clube.

CARLOS GERMANO, goleiro de 632 jogos, quatro vezes campeão carioca, Brasileiro e da Libertadores, ficou em segundo na votação. O terceiro, Sabará, ponta-direita de 576 jogos, supersupercampeão carioca de 1958. O apoiador Alcir Portela, de 511 jogos, capitão do time campeão brasileiro de 74, e Moacir Barbosa – 1921 – 2000 -, goleiro de 485 jogos, do time campeão dos campeões sul-americanos (invicto), em 1948, completaram a lista.

RECUPERAÇÃO – O Vasco tem dado muito apoio à recuperação de seu ex-médico, Clóvis Muñoz, de 68 anos, diagnosticado com o novo coronavírus e internado desde 25 de março. O boletim de ontem (3), divulgado no final da tarde, informa que ele apresenta recuperação satisfatória. O ortopedista Clóvis Muñoz hoje é diretor da CREB, em Botafogo.

Imagem: FOX Sports