Escolha uma Página

DEPOIS DE SEIS DERROTAS, três sem fazer gol, o Vasco venceu a primeira como visitante, com 2 x 1 no Internacional, na reabertura da Arena Beira Rio, após 70 dias, devido às enchentes em Porto Alegre, e subiu mais uma posição, terminando a 15ª rodada em 13º com 17 pontos e 5 vitórias.

O JOGO FOI SUSPENSO, aos 39, durante sete minutos, devido ao choque do zagueiro paraguaio Rojas, do Vasco, substituído no intervalo, após levar 15 pontos, com o lateral-esquerdo piauiense Renê, que precisou ser levado de ambulância para o hospital, onde ficará em observação, embora consciente do forte trauma sofrido.

O VASCO VOLTOU BEM do intervalo e marcou os dois gols em onze minutos, com o ponta Adson, de canhota, aos 16, e o zagueiro Lyncon, de cabeça, aos 27, após o goleiro rebater a cabeçada de Vegetti. Lyncon, de 19 anos, é fluminense de Itaboraí, revelado na base do Vasco e marcou o 1º gol no 3º jogo como profissional.

O INTERNACIONAL reagiu, mas ficou no gol do zagueiro argentino Fabricio Bustos, aos 35, embora nos acréscimos quase tenha conseguido o empate no chute do zagueiro brasiliense Robert Renan, de 20 anos, emprestado pelo Zenit da Rússia, que acertou a trave aos 48 minutos. O Inter chegou ao 4º jogo sem vitória e sofreu a 2ª derrota em casa, após 1 x 2 com o Atlético Mineiro.

O VASCO DA 5ª VITÓRIA: Leo Jardim, Paulo Henrique, Rojas (Lyncon), Leo e Leandrinho; Mateus Carvalho (Zé Gabriel), Juan Sforza e João Pedro (Praxedes); Rossi (Erick Marcus), Vegetti (Victor Luis) e Adson (Rayan). Foi o 50º jogo do capitão Vegetti, vice-artilheiro com 6 gols, junto com Lucero (Fortaleza) e Luciano (São Paulo).

EMPOLGADOS com a ascensão da equipe, que reage para se aproximar das primeiras colocações, os torcedores já esgotaram os ingressos para o próximo jogo, 4ª feira (10) com o Corinthians. O técnico Rafael Paiva contará com Lucas Piton, que cumpriu suspensão, mas ficará sem o zagueiro Rojas por pelo menos duas semanas.

CRUZEIRO SOBE MAIS UMA POSIÇÃO

COM A 6ª VITÓRIA CONSECUTIVA como mandante, terceira sem sofrer gol, o Cruzeiro subiu mais uma posição e terminou a 15ª rodada em 7º, com 23 pontos, ao impor a sétima derrota ao Corinthians por 3 x 0, na noite de hoje (7), com o recorde de público de 2024 no Mineirão: 55.186 torcedores.

O CRUZEIRO É O 2º melhor mandante, com 18 pontos em 6 jogos, e ainda com um jogo atrasado da 5ª rodada com o Internacional, e o trabalho do técnico paulistano Fernando Seabra, de 47 anos, continua a merecer elogios. Com menos o jogo da 5ª rodada com o Internacional, o Cruzeiro é o 2º melhor mandante, com seis vitórias, depois do Bahia com sete.

O CRUZEIRO JÁ SAIU para o intervalo com 2 x 0, gols do meia mineiro Mateus Pereira, de 28 anos, logo aos 5 minutos, e do meia argentino Alvaro Barreal, de 23 anos, aos 44, de fora da área. O 3º gol, aos 2 minutos do 2º tempo, foi do ponta norte-riograndense Gabriel Veron, de 21 anos, emprestado pelo Porto.

Fotos: Netvaco