O Vasco substituiu o preto pelas cores do arco-íris na faixa diagonal da camisa branca e subiu quatro posições, ao vencer o Brusque por 2 x 1, na noite de ontem (27), em São Januário, terminando a sétima rodada do Campeonato Brasileiro da Série B em sexto lugar. Os três gols foram marcados na volta do intervalo, quando os times mostraram mais criatividade e empenho, depois de pouco produzirem no primeiro tempo, bem morno do início ao fim.

BANDEIRINHA – Depois do cruzamento de Morato, o argentino German Cano fez o primeiro gol aos 18 minutos e retirou a bandeirinha de escanteio, com as cores do arco-íris, para comemorar e a todos que fazem parte do movimento. O Vasco dedicou o último domingo (27) de junho de 2021 ao Orgulho LGBTQIA+ (Lésbicas, Gays, Bissexsuais, Queer, Intersexo, Assexsual e +), e a expectativa é de que as camisas se esgotem durante a semana nas lojas do clube.

EDUGOL, O ARTILHEIRO – O Brusque não se abateu e assumiu postura ainda mais ofensiva, sem deixar espaço para os contra-ataques do Vasco, e empatou aos 35, com o gol do atacante carioca Edu, de 29 anos. EduGol, como é tratado pelos torcedores, que também o chamam de Imperador do Vale, em referência à Itajaí, cidade do clube, foi formado na base do Vasco, que convidou seu pai e irmão. Com o golo, ele é o artilheiro da Série B com 5.

QUASE NO FIM – O Vasco também não se abateu ao sofrer o empate e retomou o controle do jogo. Se o ataque não estava resolvendo, os jogadores de defesa partiram para a decisão e foi com assistência de cabeça do zagueiro Leandro Castan que o lateral-direito Leo Matos, de 35 anos, bom marcador e apoiador, marcou o gol da vitória aos 43 minutos. Leo Matos foi um dos destaques do Dnipro da Ucrânia e está no Vasco a custo zero até o final de 2021.

LUCÃO, Leo Matos, Ernando, Leandro Castan e Riquelme (Sarrafiore); Andrey, Galarza (Gabriel Pec) e Marquinhos Gabriel (Daniel Amorim); Morato (Leo Jabá), German Cano e MT (João Pedro) – o Vasco que subiu quatro posições e está em sexto, com 10 pontos em 7 jogos – 3 vitórias, 1 empate, 3 derrotas, sem saldo de gol (9 a 9) – e que entrará no G4, se vencer o Goiás, terceiro com 12 pontos, na próxima quarta (30), no estádio da Serrinha, em Goiânia.

CRUZEIRO LEVA VIRADA – Três dias depois de ganhar do Vasco, no Mineirão, o Cruzeiro levou a virada (2 x 1) do CSA, na noite de ontem (27), no estádio Rei Pelé, em Maceió. Com os três gols no primeiro tempo, o ala Felipe Augusto marcou o do Cruzeiro aos 6, e o atacante carioca Yury, de volta ao CSA, que havia defendido em 2018, fez os gols da virada em dois minutos, aos 27 e aos 29. Foi a quarta derrota do Cruzeiro em sete jogos.

QUATRO PRIMEIROS – Único invicto, com 5 vitórias e 2 empates, o Náutico é líder com quatro pontos de vantagem sobre o vice-líder Coritiba (17 a 13). Em terceiro, o Goiás está igual em pontos (12) ao quarto colocado Sampaio Corrêa, mas em vantagem no saldo de gols (5 a 4). Dos quatro últimos, Vitória de Salvador, Brasil de Pelotas e Vila Nova de Goiânia estão iguais com 6 pontos e com saldo negativo de gols. Em último e único sem vitória, a Ponte Preta tem só 3 pontos.

Fotos:  André Durão