O Vasco fez boa apresentação e venceu com justiça o São Paulo, melhor visitante do Brasileirão 2019, que só havia sofrido uma derrota fora de casa (1 x 0 para o Corinthians), em maio. Foi a quarta vitória em São Januário, primeira por 2 x 0, sobre o time de melhor campanha – 4 vitórias, 3 empates -, após a pausa do campeonato para a Copa América.

JOVEM DESTAQUE – O geminiano Talles, atacante de 17 anos, revelado na base do clube, foi o destaque da quinta vitória, que fez o Vasco subir uma posição e terminar a rodada em décimo quarto com 20 pontos – 5 vitórias, 5 empates, 6 derrotas – e diminuir para seis o saldo negativo de gols, com 16 marcados e 22 sofridos. 

TALLES marcou o primeiro gol aos 12 minutos do segundo tempo, aproveitando bem o desvio do zagueiro Leandro Castan após a cobrança do escanteio, e criou a jogada do segundo gol, aos 35, com a força do chute em que obrigou o goleiro Tiago Volpi a rebater, dando ao lateral Danilo Barcelos a chance do bom cruzamento para Felipe Bastos marcar.

TALES MAGNO Bacelar Martins, carioca, 1,86m, completou 17 anos dia 26 de junho. Ele nasceu no ano em que a seleção brasileira conquistou a Copa do Mundo de 2002, e tem entre os ídolos Ronaldo Fenômeno, autor dos gols nos 2 x 0 sobre a Alemanha: “Eu me vejo muito parecido com ele pelos dribles rápidos e pela velocidade”.

TÍTULO DE SONHO – Talles revela que o título dos seus sonhos é a Copa Libertadores, depois de conseguir a primeira convocação para a seleção brasileira sub-17 e de assinar o primeiro contrato em 2018. No início de 2019, em grande campanha, foi um dos destaques na Copa São Paulo, que o Vasco perdeu nos pênaltis

VASCO – Fernando Miguel, Pikachu, Henriquez, Castan e Henrique (Danilo Barcelos, 40 do primeiro tempo); Raul, Richard, Marcos Júnior (Felipe Bastos, 29 do segundo tempo) e Andrey (Rossi, intervalo); Talles e Marrony. O técnico Vanderlei Luxemburgo, muito aplaudido, teve o nome gritado pelos torcedores. 

A ÚLTIMA VITÓRIA do Vasco em São Januário havia sido a da virada (2 x 1) sobre o Fluminense, na manhã do sábado 27 de julho, com o gol do meia Bruno Cesar, em primorosa cobrança de falta, no ângulo direito do gol à direita das sociais. O Vasco faz mais um jogo em São Januário, antes do final do turno, com o Bahia. Os outros dois serão como visitante, com o Cruzeiro e a Chapecoense.

SÃO PAULO – Tiago Volpi, Juanfran, Arboleda, Anderson Martins e Leo (Everton Felipe, 29 do segundo tempo); Tchê Tchê, Liziero (Igor Vinícius, 44 do segundo tempo) e Daniel Alves; Antony (Vitor Bueno, 16 do segundo tempo), Raniel e Everton. O São Paulo, do técnico Cuca, manteve o quarto lugar com 30 pontos – 8 vitórias, 6 empates, 2 derrotas – e com saldo de nove gols (20 marcados, 11 sofridos).

EXPULSÃO – O árbitro Anderson Daronco, da Federação Gaúcha e da FIFA, advertiu com cartão amarelo três do São Paulo – Anderson Martins, Leo e Everton Felipe – e quatro do Vasco – Henrique, Richard, Talles e Marrony – e expulsou Raniel, do São Paulo, aos 33 do primeiro tempo por atingir o rosto do volante Richard. O lance foi confirmado no VAR. Com acerto. R$637.879,00. 19.191 pagantes.

TORCEDORES do São Paulo elogiaram o tratamento que tiveram dos torcedores do Vasco, mas lamentaram que as bilheterias do estádio estivessem fechadas. Foram os torcedores do Vasco que ajudaram a resolver o problema, a fim de que pudessem comprar ingressos. O problema do vazamento de água no meio do campo foi desagradável.

Foto: Maga Jr / O Fotográfico