Escolha uma Página

O VASCO FEZ BOA ESTREIA na Copa São Paulo e venceu o Capital FC, do estado do Tocantins, por 2 x 1, nos acréscimos da noite desta 4ª feira (4) chuvosa, no Estádio José Liberatti, em Osasco, na região metropolitana da capital paulista. Depois de sofrer o empate aos 44, o Vasco reagiu e fez o gol da vitória aos 51 minutos.

O VASCO DOMINOU a maior parte do jogo e já saiu para o intervalo merecendo mais que o 1 x 0, gol do meia Ray encobrindo o goleiro, com um toque de categoria, aos 40 minutos. O Capital FC empatou aos 44, após falta do zagueiro Vitão, bem cobrada por Guilherme, no ângulo direito, sem chance para o goleiro Cadu.

O VASCO TEVE FORÇAS para conseguir a vitória nos acréscimos, insistindo nas jogadas pela direita, onde a bola corria mais, em um gramado quase impraticável, até colocando em risco a integridade fisica dos sub-20. O zagueiro Rangel desviou de cabeça o cruzamento de Mateus, aos 51 minutos, e marcou o gol da vitória.

VASCO – Cadu, Leandrinho, Vitão, Roger e Julião; Lucas (Mateus), Barros (JP) e Ray (Caio); Rayan (Lincoln), GB e Paixão. Técnico – Wilson Batista. O Vasco decidirá sábado (7) a liderança do Grupo 29 da Copinha com o Hercílio Luz, de Santa Catarina, que venceu o Audax, de São Paulo, por 2 x 0, no outro jogo da noite.

O VASCO SÓ GANHOU a Copinha em 1992, ao vencer o São Paulo por 5 x 3 nos pênaltis, depois de 1 x 1, e teve no atacante Valdir a revelação e o artilheiro (8). Em 1999, o Vasco perdeu a decisão com o Corinthians (1 x 0), e em 2019, perdeu para o São Paulo nos pênaltis (3 x 1), depois de 2 x 2 nos 90 minutos.

O MADUREIRA também estreou com vitória, na noite desta 4ª feira (4), sobre o Ceará por 1 x 0, gol de Lucas Silva aos 12 minutos do 2º tempo, no estádio José Ermírio de Moraes, no município de Alumínio, na região metropolitana de Sorocaba, a 79 km da capital paulista. 

O MADUREIRA manteve o jogo bem equilibrado com a boa equipe cearense, considerada favorita do Grupo 22, em que também figuram o Sharjah Brasil, de São Paulo, e o Rio Claro. Madureira – Guilherme, Cauã, Marcão, Marlon e Yan; Walace, Jonatan e Wellington; Lucas Silva, Coutinho e Leonardo. Técnico – Josiscler Oliveira.

Foto: Flashscore