O VASCO VENCEU DE VIRADA o Operário por 3 x 2, nos cinco minutos finais da noite desta 3ª feira (4), no estádio Germano Kruger, em Ponta Grossa, Paraná, e manteve o 4º lugar, após a 33ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, com 52 pontos e 14 vitórias. O Sport venceu o Brusque por 1 x 0 e está em 5º com 49 pontos.

O VASCO VOLTOU A VENCER como visitante, depois de 9 derrotas, 8 consecutivas e 4 sem fazer gol. Foi a primeira vitória de virada, após terminar o turno perdendo para o Sampaio Corrêa (3 x 1) e de perder todos os jogos do returno, depois de só três vitórias no turno, a última sobre o Criciúma por 1 x 0, em 10 de julho.

O VASCO PERDIA para o Operário por 1 x 0, gol do meia colombiano Javier Reina, aos 14 minutos, depois de má atuação, mas reagiu a partir dos 15 minutos do 2º tempo, com a entrada de Bruno Tubarão, que empatou aos 18. O Operário fez 2 x 1 com Paulo Victor aos 30, e o Vasco voltou a dar sinais de intranquilidade.

APAGADO EM JOGOS anteriores, Alex Teixeira marcou os dois primeiros gols desde que voltou ao clube e o Vasco fez a torcida reviver o time de tantas outras viradas. No gol de empate, aos 44, ele aproveitou o cruzamento de Figueiredo, sempre bem mais dinâmico, e no gol da vitória, aos 49, o cruzamento de Gabriel Pec.

SUSPENSO PELO 3º cartão amarelo, Alex Teixeira será menos uma opção ofensiva do Vasco para o próximo jogo, sábado (8), em São Januário, com o Novorizontino, 16º com 37 pontos, que empatou com o Bahia (1 x 1), em casa, na noite desta 3ª feira (4). O Bahia é 3º com 53 pontos, só com mais 1 ponto e uma vitória que o Vasco.

O TIME DA VIRADA: Thiago Rodrigues, Leo Matos (Bruno Tubarão), Danilo Boza, Anderson e Edimar; Zé Gabriel (Marlon Gomes), Andrey e Nenê (Alex Teixeira); Figueiredo, Eguinaldo (Gabriel Pec) e Raniel (Erick). Técnico – Jorginho, lateral campeão do mundo em 1994.

FOI O 17º JOGO DO VASCO como visitante: 4 vitórias, 4 empates, 9 derrotas, cinco sem fazer gol. O Vasco impôs a 6ª derrota ao Operário como mandante, terceira no returno, e diminuiu para 11 o saldo negativo de gols fora de casa, com 25 gols sofridos e 14 marcados.

O VASCO fará mais três jogos em São Januário, com Novorizontino, Criciúma e Sampaio Corrêa, dia 29, na penúltima rodada, e os dois últimos jogos como visitante serão com o Sport, dia 16, no Recife, e com o Ituano, dia 5 de novembro, em Itu. 

SÉTIMO COM 47 pontos, o Ituano pode ultrapassar o Sport, 5º com 49, e o Sampaio Corrêa, 6º com 48, e terminar a rodada em 5º, com 50, a 2 pontos do Vasco, se vencer o campeão Cruzeiro na noite desta 4ª feira (5), no Mineirão.

Fotos: Gazeta Esportiva, Lance!, Daniel RAMALHO/VASCO, Joao Vitor Rezende Borba/AGIF