VASCO x SPORT SERÁ O PRIMEIRO JOGO do 1º domingo (3) de julho, no Maracanã. A notícia que antecipamos sábado (25), foi confirmada no início da noite desta 2ª feira (27), em decisão do juiz Alessandro Oliveira Felix, da 51ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro: “O estádio é bem público. O Flamengo, réu na ação, é mero permissionário e não proprietário” – destacou o juiz.

O VASCO PAGARÁ O MESMO VALOR DE R$250 MIL do jogo com o Cruzeiro, com todos os direitos na utilização do Maracanã, no próximo domingo (3), quando receberá o Sport Club Recife. O juiz Alessandro Oliveira Felix ressaltou que se trata de tarifa justa para o Vasco ocupar o estádio, e em caso de não cumprimento da decisão, Flamengo e Fluminense terão que pagar multa de R$2 milhões.

A LIBERAÇÃO DO MARACANÃ PARA VASCO x SPORT, por decisão judicial, levou o Flamengo a desistir de participar da próxima licitação, devendo ser acompanhado pelo Fluminense, que divide a parceria, e também sempre se opôs à entrada de terceiro parceiro. O Flamengo disse que “o argumento do Vasco se baseia em lógica de discussão de torcedor, muito comum em conversa de botequim”.

NO INÍCIO DE 2022, FLAMENGO E FLUMINENSE investiram R$4 milhões na colocação de gramado híbrido, bem mais resistente, preparado para receber até 70 jogos por ano. Com a entrada do Vasco, segundo os dirigentes da dupla Fla-Flu, “não há gramado que possa resistir a mais jogos em uma única temporada”. Vasco x Sport será um dia depois de Fluminense x Corinthians e dois dias antes de Flamengo x Tolima.

O VASCO INICIA HOJE A LOGÍSTICA do jogo com o Sport e não tem dúvida de que os ingressos se esgotarão em menos de 48 horas, como aconteceu no jogo com o Cruzeiro, que estabeleceu o recorde de público da Série B de 2022. A venda dos ingressos começará 5ª (30), um dia após o jogo do Vasco com o Novorizontino pela 15ª rodada. O árbitro será Ramon Abatti, da Federação Catarinense.

Foto: Futebol Interior