Escolha uma Página

O VASCO SE CLASSIFICOU para o mata-mata das oitavas de final da Copa do Brasil, ao vencer o Fortaleza nos pênaltis por 5 x 4, depois de 3 x 3 no tempo normal, na noite de ontem (21), em São Januário. O goleiro Leo Jardim, do Vasco, defendeu a 10ª e última cobrança, do atacante venezuelano Kervin Andrade, de 19 anos.

O FORTALEZA ficou duas vezes em vantagem, abrindo o placar logo aos 7 minutos em chute de Marinho, que aos 12 cometeu pênalti com a mão, e Vegetti empatou aos 17, após cinco minutos de revisão do VAR. O Fortaleza teve mais domínio no 1º tempo, enquanto o Vasco mostrou-se falho na marcação e nas poucas finalizações.

NA VOLTA DO INTERVALO, o argentino Lucero fez o 2º gol do Fortaleza aos 8, o Vasco empatou com Vegetti, de cabeça, aos 20, em contra-ataque fulminante, e pela primeira vez, ficou em vantagem aos 32 com o gol de Piton. O Fortaleza empatou aos 43, com chute colocado de Hércules, de fora da área, no canto direito.

OS BATEDORES DE PÊNALTIS foram precisos: Payet (1 x 0 Vasco), Lucero (1 x 1), Juan Sforza (2 x 1), Pikachu (2 x 2), Piton (3 x 2), Hércules (3 x 3), Puma (4 x 3), Zé Welison (4 x 4), Vegetti (5 x 4). Na última cobrança do Fortaleza, Kervin Andrade, bateu à meia-altura e Leo Jardim defendeu, garantindo a vaga.

LEO JARDIM, João Victor (Puma), Maicon, Leo (c) e Piton; Juan Sforza, Galdames (Mateus Carvalho) e Payet; Adson (Paulo Henrique), Vegetti e David (Rayan), o time que classificou o Vasco às oitavas de final da Copa do Brasil, no último jogo do técnico interino Rafael Paiva, que passa o cargo hoje (22) ao técnico português Alvaro Pacheco, que assistiu da tribuna.

O VASCO MANTEVE a escrita de não perder para o Fortaleza em São Januário, com o quarto empate após cinco vitórias. Pela Copa do Brasil, primeiro jogo em São Januário, depois de 0 x 0 no jogo de ida na Arena Castelão, em Fortaleza. O adversário do Vasco nas oitavas de final será conhecido em sorteio.

VASCO 3 (5) x 3 (4) FORTALEZA registrou R$925.447,00. 17.594 pagantes. Atuação correta e segura do árbitro goiano Wilton Sampaio, que confirmou o toque de mão de Marinho no pênalti do 1º gol do Vasco. Aos 39, quando estava 3 x 2, errou ao marcar pênalti quando a bola bateu na coxa de Maicon, e se corrigiu ao rever no VAR. O jogo foi disputado desde o início em clima tenso, que soube controlar.

BRAGANTINO TAMBÉM AVANÇA

NO OUTRO DA NOITE de ontem (21), o Bragantino venceu o Sousa, da Paraíba, por 3 x 0, no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista, e se classificou para as oitavas de final, após 1 x 1 no jogo de ida, no sertão paraibano. O Sousa havia eliminado o Cruzeiro, maior campeão da Copa do Brasil, e depois o Petrolina.

O LATERAL Juninho Paulista abriu o placar aos 25 do 1º tempo, com um belo gol de cabeça, e na volta do intervalo, o Bragantino ampliou a vantagem com os gols do meia goiano Gustavo Neves, de 20 anos, aos 14, e do ponta colombiano Henry Mosquera, de 22 anos, aos 26 minutos. O técnico do Bragantino é o português Pedro Caixinha, ex-goleiro de 53 anos.

Fotos: Leandro Amorim / Vasco, Rádio Itatiaia e UOL