Escolha uma Página

Com dois gols e uma assistência do francês Benzema, o Real Madrid assumiu a vice-liderança de La Liga, com 60 pontos, ao vencer (3 x 0) o Celta, ontem (20), no estádio Balaídos, na cidade de Vigo, no Noroeste espanhol, a 598 km da capital Madrid. Pressionado, o Barcelona, com 59 pontos, precisa vencer hoje (21) a Real Sociedad, no estádio Anoeta, em San Sebastian, para recuperar o segundo lugar. O líder Atletico de Madrid, com 63 pontos, joga em casa com o Alavés, penúltimo colocado.

DESTAQUE – Autor dos dois primeiros gols, aos 20 e aos 39 minutos, o francês Benzema voltou a ser destaque do Real Madrid, com oito gols nos últimos seis jogos, sua melhor sequência desde a estreia em julho de 2009. Campeão do mundo em 2018, o atacante de 33 anos é o terceiro artilheiro do campeonato com 17 gols, depois de Luis Suarez, do Atletico de Madrid, com 18, e de Messi, com 21. Benzema deu assistência para Asensio fazer o terceiro gol. De cabeça, Santi Mina fez o gol do Celta.

36 FALTAS – Para os padrões europeus, Celta e Real Madrid se excederam em faltas (36), mais da metade do Celta (23), punido com três cartões amarelos, enquanto o Real Madrid teve quatro advertidos: Nacho, Modric, Kroos e Vinícius Junior, ainda no primeiro tempo, pela falta dura no volante peruano Renato Tapia, aos 22 minutos. O árbitro Mario Melero Lopez, de 41 anos, professor de educação física na cidade de Malaga, precisou ser mais enérgico em certos lances do jogo.

COUDET MAL – O técnico argentino Eduardo Coudet, de 46 anos, foi meia do Celta em 2002 e voltou ao clube como técnico em 2020, após rescindir contrato com o Internacional, durante o Campeonato Brasileiro. O clube espanhol pagou a multa, mas o trabalho do treinador vai mal. O Celta é apenas o décimo primeiro colocado com 34 pontos – 8 vitórias, 10 derrotas, 10 empates – e saldo negativo de 8 gols (35 a 43), distante da vaga para a Liga Europa 2021-22.

BARCELONA – Neste penúltimo domingo (21) de março, o jogo com a Real Sociedad, no estádio Anoeta, em San Sebastian, a 569 km de Barcelona, marcará o recorde de jogos de Messi com a camisa do Barcelona, desde a estreia em 16 de outubro de 2004, no clássico da Catalunha com o Espanyol. Messi completará 768, superando os 767 jogos de Xavi Hernandez, entre 1998 e 2005, hoje técnico no Al Sadd, do Catar, e embaixador da Copa do Mundo de 2022, a primeira da história no Oriente Médio.

Foto: Real Madrid